quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Guilherme pode ser o alvo


Com a carência de gols, Botafogo procura solução para o seu ataque




Notícias veiculadas hoje na imprensa dão conta de que o Botafogo estaria em negociação com o atacante Guilherme do Atlético Mineiro, numa tentativa de amenizar o problema criado pela própria diretoria com os empréstimos dos atacantes Alex (já vendido ao exterior), Caio e Loco Abreu e a venda de Herreira e Maicosuel. 

Mostrando falhas crônicas  de planejamento, o clube desmontou uma base formada a dois anos e agora amarga uma carência de finalizadores que parece não ter fim.  

O técnico Oswaldo Oliveira bancou a saída dos jogadores achando que poderia suprir as ausências com o improviso de Elkeson como centro avante e a chegada do desconhecido Rafael Marques, atacante escolhido por ele dentre tantas opções no mercado.

Como a solução imaginada não vem dando o resultado esperado, isso acaba por interferir na produção do time que oscila entre a apatia irritante à correria desvairada para desespero da torcida que, após os fracassos nas últimas competições, acreditava num ano mais promissor.

A derrota de ontem por 2 a 1 para o Palmeiras deixou evidente a falta de pontaria do ataque botafoguense o que pode ter acelerado a busca por uma solução ao “som” dos constantes protestos de uma torcida que já não tolera a incompetência de dirigentes, comissão técnica e jogadores.

O nome da vez seria o de Guilherme, atacante do Atlético Mineiro que não faz parte dos planos do treinador Cuca para esse final de temporada

“O elenco realmente não está fechado e estamos procurando reforços para alguns setores que ainda estão carentes”, confirmou o técnico Oswaldo de Oliveira, sem citar nomes ou posições.

A
 Carreira 

Guilherme Milhomen Gusmão nasceu em Imperatriz no dia 13 de Abril de 1988. Foi o destaque do time do Cruzeiro na Copa São Paulo de Juniores de 2007, na qual o clube mineiro sagrou-se campeão, vencendo o São Paulo na final. No mesmo ano foi promovido ao time principal. Começou o ano de 2008 como titular absoluto sendo um dos destaques da equipe no Campeonato Brasileiro e ajudando o Cruzeiro a alcançar o 3° lugar. 

No início de 2009, o camisa 11 cruzeirense foi negociado com o Dínamo Kiev. Em sua estreia, Guilherme marcou 3 gols. Apesar do bom início, não se firmou no time ucraniano e acabou sendo emprestado ao CSKA Moscou. Já na Rússia, o atacante teve boa passagem. 

No dia 20 de março de 2011, foi confirmada a sua contratação pelo Atlético Mineiro, pelo presidente Alexandre Kalil, via Twitter. O Atlético pagou 6 milhões de euros por 60% dos direitos econômicos do jogador, se tornando a contratação mais cara da história do futebol mineiro. 

Guilherme, que começou sua história no Atlético com atuações nada memoráveis, permaneceu no clube para a temporada de 2012. O jogador veio ao Atlético com o intuito substituir o grande ídolo da torcida atleticana Diego Tardelli, o que inicialmente não ocorreu devido às fraquíssimas atuações pelo clube na temporada de 2011.

No início da temporada de 2012, o jogador conseguiu reverter a má impressão através de excelentes atuações no Campeonato Mineiro, principalmente nas finais contra o América levando o Atlético à vitória do campeonato regional, de forma invicta. Em sua estreia no Brasileirão contra o Figueirense, Guilherme voltou a ser decisivo ao sair do banco de reservas e fazer o último gol da virada heroica de 4x3 contra o Figueirense em Florianópolis. 

Veja alguns gols de Guilherme



Por Felip@odf/Botafogo de Primeira