sábado, 9 de fevereiro de 2013

A cantora alvinegra Beth Carvalho é homenageada por Escola de São Paulo


Escola começou desfiles no Anhembi nesta sexta-feira. Sambista homenageada não participou por motivos de saúde.





A Acadêmicos do Tatuapé abriu a primeira noite do Grupo Especial de São Paulo, nesta sexta-feira.

A agremiação apresentou homenagem para Beth Carvalho, mas a cantora não participou do desfile por motivos de saúde. Ela se recupera de uma cirurgia feita em agosto, por causa de problemas na coluna. Lu Carvalho, sobrinha de Beth, representou a tia, a pedido da sambista.

Leci Brandão, que foi homenageada na edição passada, veio à frente da agremiação neste ano.

Para cantar a infância e os sucessos de Beth Carvalho, a escola da Zona Leste de São Paulo levou 3 mil componentes para a Avenida, divididos em 21 alas. Foram apresentados cinco carros alegóricos, dois deles acoplados, em quatro setores.

A Acadêmicos do Tatuapé contou a história de Beth Carvalho desde a sua infância. No primeiro setor, apareceram referências ao gosto pela dança e ao primeiro violão, que a cantora ganhou dos avós. As aulas de música que passou a ministrar ainda menina, após a prisão do pai no período da ditadura, foram representadas.

A paixão pela Mangueira, sua escola de samba do coração, apareceu logo no segundo setor. No terceiro setor, destacaram-se referências a grandes composições gravadas por Beth, como os sucessos “As rosas não falam”, de Cartola, e “Folhas Secas”, de Nelson Cavaquinho.

No quarto setor, a escola representou outra paixão da sambista, o bloco Cacique de Ramos, onde Beth conheceu muitos de seus apadrinhados. Também foram lembrados ícones do gênero como Fundo de Quintal, Arlindo Cruz, Zeca Pagodinho, entre outros nomes do samba.

Shows de Beth Carvalho pelo mundo e até o episódio em que uma música interpretada por ela ("Coisinha do pai") foi tocada em Marte, por meio de um robô, fizeram parte da apresentação. A "volta ao planeta" foi representada no último setor da escola, com referências aos cinco continentes e a todos os países em que Beth já se apresentou.



Fundada em outubro de 1952, a escola tenta o primeiro título no Grupo Especial do carnaval de São Paulo, depois do vice-campeonato no Grupo de Acesso, em 2012. "Nosso objetivo neste ano ainda não é brigar pelo título, mas queremos mostrar na avenida que nos recuperamos. Vamos mostrar belas alegorias, belas fantasias e uma evolução correta e animada. Esse é o primeiro ano em que me sinto realmente realizado", afirmou Xuxa.

Fonte:G1 São Paulo

Por Felipaodf/BotafogoDePrimeira.blogspot.com