quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Seedorf com a palavra


Hoje foi dia do astro da companhia falar


O meia Seedorf tomou a palavra para encher a bola do técnico Oswaldo de Oliveira agindo como uma espécie de embaixador do grupo, diante da torcida.

Destaque do time na temporada, Seedorf, com a tranquilidade e sabedoria que lhe é peculiar, pediu respeito ao trabalho do treinador, analisou as condições do time na temporada, tirou a pressão natural por uma vitória no clássico e fez o mesmo em relação ao jovem atacante Bruno Mendes, que não marca a dois jogos.

Para alguns, as declarações parecem fazer parte de uma ação planejada pela direção do clube no sentido de amenizar a rejeição declarada da torcida em relação ao treinador. Parte dela ainda demonstra, em menor escala do que no final da temporada passada, um certo ressentimento pelo desprezo com que foi tratada e com as "patadas" que recebeu, via câmeras das TV's, como represália às sonoras vaias direcionadas ao treinador a cada substituição mal feita ou mal resultado do time. 

Por outro lado, pensando no crescimento do grupo e na boa campanha que o time vem fazendo no campeonato - o Botafogo é líder do grupo A, com 14 pontos, três a mais que o segundo colocado (o Madureira), a iniciativa parece ser válida no sentido de unir forças - time, direção, comissão técnica e torcedores, em busca de uma evolução tática e técnica, e uma estabilidade emocional capaz de levar o time à decisão da Taça Guanabara e, por conseguinte, do Campeonato Carioca. 

Essa é a esperança antes que tenhamos pela frente compromissos historicamente mais difíceis e certamente mais importantes pela Copa do Brasil, Sul-Americana e Brasileirão.

Veja o que Seedorf falou:

Seedorf coloca Oswaldo no topo e avisa: 'Merece mais respeito'






Para Seedorf, Botafogo ainda precisa melhorar na defesa





Seedorf entende que Bota não pode se preocupar com Fla





Por Felipaodf/BotafogoDePrimeira.com