quarta-feira, 15 de maio de 2013

Romário dá entrevista e cita Assumpção


Romário fala, fala, fala e comentários respingam no Botafogo. Ou não?



O depeputado federal Romário durante
trabalho em 
Brasília Ailton de
 Freitas / Agência O Globo
Com o título ‘A Alemanha vai ganhar a Copa’, oglobo.com publicou uma extensa matéria, assinada por Carol Knoploch, sobre a opinião do baixinho Romário, agora Deputado Federal, sobre o futebol brasileiro pré-copa.

Romário é o atual presidente da Comissão de Turismo e Desporto da Câmara, que tem como atribuição fiscalizar a infraestrutura do Brasil para a Copa das Confederações e a Copa do Mundo.

A posição contrária do ex-atacante da Seleção à atual administração do futebol brasileiro já é conhecida de todos e, nessa oportunidade, demonstra toda a sua contrariedade com os rumos tomados pela CBF.

O Deputado critica com veemência todo o esquema que envolve a Copa do Mundo no Brasil, as Olimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro, e não poupa ninguém. Veja a entrevista na integra: http://oglobo.globo.com/copa-das-confederacoes/a-alemanha-vai-ganhar-copa-diz-romario-8380877

Como botafoguense, destaco três itens que, de certa forma, nos interessam ou nos atingem diretamente, para que fiquem como tema de reflexão nesse imbróglio em que nosso clube se envolveu ou foi envolvido (ainda não sei) nesse começo de temporada: o que fala do Campeonato Carioca, o da disputa pela presidência da CBF e o que trata do fechamento do Engenhão.

Ao ser perguntado se estava acompanhando futebol, Romário ironizou o Carioca e por tabela, a conquista do Botafogo: 

Assiste à Liga dos Campeões?
Para dizer que não vi nada, vi 20 minutos do segundo jogo entre Barcelona e Bayern.

E Campeonato Carioca? Vê futebol?

Qual Carioca? Existe? (risos).

Quando perguntado sobre a sucessão na CBF com o possível afastamento de José Maria Marin, citou o presidente licenciado do Botafogo como possível candidato: 

É a favor de Andrés Sanchez na CBF?

Sou a favor do Sanchez, Raí ou Maurício Assumpção. O Raí nunca teve experiência de administração de clube, de gestão. Mas é um cara esclarecido e respeitado. O Sanchez, pelo que fez pelo Corinthians. E o Assumpção porque profissionalizou o Botafogo!

Tanto Sanchez quanto Assumpção não seriam mais do mesmo?

Estou dizendo quem eu acreditaria que não se envolveria em troca de favores.

E, finalmente, ao se manifestar no caso do Engenhão, faz carga sobre a gestão anterior da prefeitura (Cesar Maia) mas não se posiciona sobre a reabertura do Estádio:

O que acha do caso Engenhão? Afeta a percepção dos estrangeiros sobre a capacidade do Brasil para organizar grandes eventos?

Este caso é típico. Falta de competência e boa administração da prefeitura, a anterior, diga-se. Afeta percepção? Afeta o povo brasileiro, principalmente o carioca que pagará a conta.

Não sei como funciona a política partidária no Rio de Janeiro (estadual e municipal) que Romário representa na Câmara Federal e nem sei se podemos analisar suas declarações sobre esse prisma (deixo isso com especialistas).

O certo é que ele desdenhou do nosso título ao desmerecer o Campeonato Carioca; encheu a bola da administração do Botafogo e exaltou a honestidade do presidente licenciado Maurício Assumpção, tanto que o indica como candidato à CBF; e deixou o assunto Engenhão no limbo, ao não cobrar do atual prefeito (Eduardo Paes) uma posição mais rápida para o caso.

Alguém tem outra impressão. Comente!

Saudações a todos.