sábado, 8 de junho de 2013

Uma Ponte no caminho do Bota


GUIA DA RODADA #5: uma breve despedida do Campeonato Brasileiro


Fim de semana inicia última série de jogos do Brasileirão antes da parada para a Copa das Confederações


Treinadores terão um mês para arrumar seus times. Ou para arruiná-los. Dirigentes poderão reforçar suas equipes. Ou destruí-las. Torcedores trocarão provocações diante de uma tabela que ficará estática. A rodada deste fim de semana, com complemento na quarta-feira, encerrará uma espécie de pré-Brasileirão, esse período anterior à parada de um mês para a disputa da Copa das Confederações.

Até agora, não há avisos definitivos de quem é quem na disputa - e era previsível que fosse assim. Mas um punhado de bons jogos e o tradicional equilíbrio já dão a certeza de que o campeonato deixará saudade até ser retomado em julho.

Há um líder (...) O Coritiba, com a vitória de 2 a 1 sobre o Fluminense (...) está acima de um bloco de seis clubes com um ponto a menos (entre eles, o Botafogo). A nova sequência de jogos servirá para determinar se o Coxa seguirá na ponta nesse tempo todo de folga. E também para apontar quem terá que lidar com a assombração da zona de rebaixamento.

O sábado terá cinco partidas. No domingo, ocorrerão outras três (...). Na quarta-feira, serão mais três confrontos, e aí o campeonato estará definitivamente estacionado.(...)

Comentários do blog: Essa é a proposta do site da globo para todos os jogos da rodada e a cada semana estaremos postando aqui apenas a análise relativa aos jogos do Botafogo, que é o que nos interessa, seguida de comentários. Caso você tenha interesses por outros jogos, dicas do cartola e outros coisas mais poderá ir direto no site anunciado.


PONTE PRETA X BOTAFOGO
SÁBADO, 21H - MOISÉS LUCARELLI

O Botafogo já jogou melhor em 2013. A derrota de 2 a 1 para o Bahia na última rodada foi um caso isolado em termos de resultado, mas o desempenho pobre não foi inédito. Na partida anterior, contra o bom time do Cruzeiro, o Alvinegro já tivera atuação no máximo regular. Oswaldo de Oliveira comanda uma equipe capaz de brigar pelo título, mas a perda precoce de pontos é um problema. Por isso, os cariocas precisam vencer a Ponte Preta - e, assim, amenizar parte do prejuízo da rodada anterior. Enfrentarão um adversário necessitado de vitória.

A Macaca sofreu um golpe duro com a derrota de 4 a 3 para o Atlético-PR em casa. O fracasso resultou na queda do técnico Guto Ferreira. O alento para a torcida campineira é a boa fase de William, que foi goleador do Campeonato Paulista e já está na artilharia do Brasileirão, com três gols, ao lado de Maxi Biancucchi, do Vitória, Fernandão, do Bahia, e Éderson, do Atlético-PR.


Na TV: Premiere FC, com Osvaldo Luís e Renato Leal.

Arbitragem: Cláudio Francisco Lima e Silva (SE), com Cleriston Clay Barreto Rios (SE) e Lorival Cândido das Flores (RN).

Você sabia que... faz 12 anos que a Ponte Preta não vence o Botafogo em Campinas pelo Brasileirão? Porém, são apenas quatro jogos no período, com duas vitórias cariocas e dois empates.

Comentários do blog: A Ponte não conseguiu vencer o Furacão, um adversário de mesmo porte, mesmo jogando em Campinas e vai querer descontar em cima do Bota, com técnico novo e espírito renovado. Depois de quatro rodadas, ocupa a primeira posição anterior à zona de rebaixamento (16), hoje habitada por Portugueses, Santistas, Galos e Urubus.

Precisamos vigiar de perto o artilheiro Willian que, apesar de não ser um um homem-de-área clássico que joga fixo, atuando como pivô como o cruzeirense Alselmo Ramon e o baiano Fernandão que causaram tanto sufoco à nossa defesa, é um atacante sempre presente e muito perigoso.

O Botafogo teve no jogo de meio de semana contra o tricolor baiano, a primeira oportunidade de assumir a ponta da tabela no campeonato. Bastava uma vitória simples sobre o instável adversário e a conjunção de resultados favoráveis da rodada se confirmaria. Mas, por obra do destino, o time jogou muito mal e ela não veio. Desarticulado e desinteressado na partida, o time amargou sua primeira derrota no campeonato além de perder uma invencibilidade de 19 jogos que vinha desde o primeiro turno do Campeonato Carioca.

Veja o que escrevemos após a partida: http://felipaodf.blogspot.com.br/2013/06/o-vatapa-desandou.html

A verdade é que o time sentiu a falta de três dos seus principais titulares: o goleiro Jefferson (Seleção principal), do zagueiro Dória (Seleção sub-20) e do meia Lodeiro (Seleção do Uruguai). Justamente nesse jogo, os três substitutos diretos - Renan, A. Carlos e F. Gabriel, falharam em lances capitais e no conjunto, foram muito mal.

O goleiro errou feio ao rebater uma bola nos pés de Fernandão que marcou o primeiro do Baêa. O zagueiro chegou atrasado na maioria das jogadas, levou bola nas costas e mostrou não ter poder de reação. Por fim, F. Gabriel, que vinha muito apagado na partida (perdeu um gol debaixo da trave ainda no primeiro tempo), num erro bisonho "lançou" o atacante Fernandão nas costas e A. Carlos. O grandalhão ganhou na corrida de Tonhão e fuzilou Renan que não esboçou reação.

Juntado os cacos da derrota em Aracaju, com parte dos direitos de imagem pagos e com o senso de responsabilidade restabelecido, Seedorf e Cia. prometem mais empenho na travessia dessa Ponte, rumo ao G4.

Vitinho, titular nas duas últimas partidas e autor do gol único contra o Bahia, será mantido na equipe e é a nossa principal esperança de gol já que R. Marques parou de marcar e de jogar. Renato e Andrezinho que seriam as primeiras opções para ocupar a vaga de Lodeiro, entraram muto mal nesse jogo (principalmente o meia que mostrou falta de ritmo depois do longo tempo de recuperação de lesão) e deverão ficar no banco como opção.

Os times deverão entrar em campo com:

Ponte Preta: Zé Sérgio fará mudanças em sua única partida no comando da equipe. Com a saída de Guto Ferreira, três perderam espaço na equipe titular: o goleiro Edson Bastos, o lateral Uendel e o volante Magal. No coletivo de sexta-feira, o interino confirmou Roberto, Rodrigo Biro e Roger Gaúcho entre os titulares. A Macaca jogará com: Roberto; Cicinho, Cleber, Ferron e Rodrigo Biro; Baraka, Roger Gaúcho, Fernando e Chiquinho; Rildo e William.

Botafogo: a tendência é de que o técnico Oswaldo de Oliveira repita a formação da partida contra o Bahia, com Renan, Lucas, Bolívar, Antônio Carlos e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Gabriel, Fellype Gabriel, Seedorf e Vitinho; Rafael Marques. Os titulares não fizeram treino no campo desde o jogo de quarta-feira, em Aracaju.

Boa sorte Fogão!

Matéria base: Alexandre Alliatti - GLOBOESPORTE.COM Rio de Janeiro