domingo, 21 de julho de 2013

Dever cumprido


Botafogo vence o Náutico em casa e reassume a liderança do campeonato


A 8a. rodada do Brasileirão teve início no começo da noite desse sábado e já tem novo líder. O Botafogo recebeu o Náutico em São Januário, venceu por 2 a 0 e reassumiu a liderança do campeonato (16 pontos), pelo menos até domingo quando Coritiba e Vitória entram em campo e vão precisar de vitórias pra desbancarem o Fogão. Já sabemos a quem secar nesse domingão!

BOTAFOGO X NÁUTICO

Escrevíamos no post do pré-jogo que o Bota teria que fazer o dever de casa pela bela campanha nesse início de competição, pela condição sofrível do adversário que ocupava a lanterna do campeonato e pela escrita do confronto, que já dura 28 anos sem que o Timbu vença o Bota pelo Brasileirão, no Rio. Veja o post: http://felipaodf.blogspot.com.br/2013/07/dever-de-casa.html

O Botafogo voltava a jogar na cidade diante de sua torcida depois de mais de 3 meses e mesmo assim, apenas 6,5 mil torcedores estiveram presentes para incentivar o líder do campeonato.

A obrigação de vencer o jogo parecia perturbar o time que quase nada criou no primeiro tempo, se limitando a levantar algumas bolas na área sem nenhum resultado prático, tanto que nos "melhores momentos" a TV não tinha o que mostrar!

Pra variar, alguns jogadores estiveram muito abaixo do esperado e a falta de objetividade acabou estourando no colo de Vitinho. Mal escalado, o jogador dá sinais de que está sentindo a peso por ter sido o escolhido para entrar na vaga de Fellype Gabriel. Sem ter as mesmas características do antigo titular e tendo que desempenhar as mesmas funções, já que o técnico não cogitou mudar o esquema com três meias e um único atacante, o meia-atacante não vem desenvolvendo o bom futebol que fez com que fosse eleito a revelação do Carioca. Vida que segue.

Mas bastou esse derradeiro meio tempo para que Oswaldo enxergasse o óbvio. O Bota voltou do intervalo com Elias no lugar de Vitinho com instrução de jogar mais avançado executando as funções de um pivô. Com isso, Rafael Marques foi recuado para uma posição intermediária, mais pela direita, onde se houve melhor do que na etapa inicial (péssima por sinal). Essa modificação simples na forma de jogar fez com que o time ganhasse volume de jogo e passasse a dominar as ações.

Não demorou muito para R.Marques se livrar dos marcadores e enfiar uma bola na medida pra Elias que, como um verdadeiro centroavante, mandou ela pra dentro. Foi um arremate rasteiro, em diagonal, longe do alcance de Berna que nada pode fazer. O Bota abria o placar e Elias fazia seu primeiro gol com a camisa alvinegra. Emocionado, o jogador comemorou muito e já se candidata a Matador do Fogão!




Logo depois, uma versão atual do Biriba - histórico mascote alvinegro - perambulou pelo campo de jogo e parece ter animado os alvinegros. Nessa altura o Glorioso já dominava as ações e teve outras chances para ampliar o placar. Uma delas, no belo chute de Dória que explodiu na trave, recebendo uma bola escorada por Elias, fazendo o papel de pivô.

Veja o desfile do novo Biriba pelos gramados de São Januário






O Náutico ainda tentou o empate em duas ou três oportunidades que só serviram pra demostrar a boa fase de Jefferson, a Muralha Alvinegra. Desde que reassumiu a posição após servir a Seleção, o goleiro, que foi homenageado essa semana por ter completado 300 jogos com a camisa do Fogão, tem sido um dos maiores destaques do time e o principal goleiro da temporada, no Brasil.

Aos 32, Lodeiro que andava apagadinho como nos jogos anteriores fez um cruzamento pela direita sobre a área adversária. Elias subiu com o zagueiro mas não alcançou e Renato, de cabeça, marcou o segundo gol, dando números finais ao placar. Valeu pela vitória e pela liderança reconquistada.

Na quarta vamos a Floripa enfrentar o Figueirense pela Copa do Brasil. O Bota tem a vantagem do empate já que venceu a primeira partida por 1 a 0, em Volta Redonda. Não vai ser fácil.

O próximo compromisso pelo Brasileirão será contra o Flamengo, domingo, no retorno dos clubes ao Maracanã.


Veja os melhores momentos da partida