sexta-feira, 5 de julho de 2013

Quem tem medo do Flu?


GUIA DA RODADA #6: um feliz Brasileirão novo para todos



Campeonato recomeça após quase um mês de paralisação. Quatro jogos serão em arenas usadas na Copa das Confederações.

Parece um ano novo, um campeonato novo, de tanto tempo que ficamos sem o Brasileirão. Quase um mês após ser paralisada para a disputa da Copa das Confederações, a principal competição de clubes do país volta à ativa neste fim de semana, com quatro jogos no sábado e outros seis no domingo. E já volta a mil: dois clássicos estaduais e quatro partidas em arenas recém-nascidas.

A Arena Pernambuco recebe dois jogos, um caseiro, outro "estrangeiro". No sábado, tem Náutico x Ponte Preta; no dia seguinte, Botafogo x Fluminense.

Comentários do blogueiro: Essa é a proposta do site da globo para todos os jogos da rodada e a cada semana estaremos postando aqui apenas a análise relativa aos jogos do Botafogo, que é o que nos interessa. Caso você tenha interesses por outros jogos, dicas do cartola e outros coisas mais poderá ir direto no site anunciado.


BOTAFOGO X FLUMINENSE
DOMINGO, 18H30M - ARENA PERNAMBUCO

Os rivais cariocas estão grudados na tabela. O Botafogo começa o fim de semana em terceiro, com dez pontos, e o Fluminense vem um degrau abaixo, com nove. Nas três rodadas anteriores, eles tiveram caminhada igual: ambos venceram na terceira, ambos perderam na quarta, ambos voltaram a ganhar na quinta. O Alvinegro é o campeão carioca. O Tricolor é o ganhador do último Brasileirão. É um belo jogo para a torcida... pernambucana.

A Arena Pernambuco será o palco da partida, que tem o Botafogo como mandante. O time alvinegro começa a lidar com a perda de um de seus principais jogadores, o meia Fellype Gabriel, e os tricolores apostam muito em Fred, destaque da Seleção.

Na TV: Premiere FC, com Rembrandt Junior e Lédio Carmona.

Arbitragem:
Wagner de Nascimento Magalhães (RJ), auxiliado por Rodrigo Henrique Corrêa (RJ) e Wagner de Almeida Santos (RJ).

Você sabia que... este é o terceiro jogo no ano entre as duas equipes? Nos dois primeiros, o Botafogo venceu uma, por 1 a 0, e houve um empate por 1 a 1 na outra. As duas partidas foram pelo Campeonato Carioca.

Comentários do blogueiro: Essa parada de quase um mês para a disputa da Copa das Confederações faz com que os bons resultados anteriores conseguidos pelos dois times no campeonato pouca influência tenham na partida deste domingo. Apesar de ser um clássico, a tendência é de que os dois apresentem falta de ritmo, típica de início de temporada.

Não sei em que estágio está o Fluminense que fez uma excursão aos EUA no período e teve uma semana inteira pra se preparar para o jogão. Quanto ao Botafogo, a diretoria preferiu dar longas folgas ao elenco durante a paralisação e voltou aos gramados na última quarta-feira, pela Copa do Brasil. Venceu o Figueirense por 1 a 0 e teve dificuldades ao longo do segundo tempo pra segurar o resultado. O time mostrou certa desarticulação entre as linhas e alguns jogadores cansaram, muito antes do final.

O Flu terá força máxima com a volta dos jogadores que serviram à Seleção e o Bota deverá repetir o time que enfrentou o Figueira, com Vitinho ocupando a vaga deixada por Fellype Gabriel.

Por todo o imbróglio que envolve os grandes estádios do Rio, o primeiro clássico carioca no Brasileirão será disputado na recém inaugurada Arena Pernambuco. Essa é a realidade. O mando de campo é do Bota mas isso não trará nenhuma vantagem técnica para o Alvinegro já que nenhum dos dois times conhece o campo de jogo. A igualdade também se estenderá à renda, que será dividida entre os dois clubes num acordo de reciprocidade para o jogo do returno.

Precisamos vigiar de perto o artilheiro Fred que está com moral depois da conquista da Copa das Confederações. Pra isso contaremos com a disposição de Dória, também campeão pela Seleção sub-20, em Toulon. Na volta ao time contra o Figueira, o zagueiro fez um primeiro tempo primoroso, tirando todas as bolas de nossa área e ainda fazendo lançamentos precisos para o ataque. Porém, no segundo tempo ele cansou e proporcionou algumas oportunidades de gol ao adversário, no final. Mas acredito na categoria e disposição do nosso zagueiro para vencer essa duelo particular.

Cabe lembrar que o Bota mostrou muitas dificuldades contra times que jogam com um homem-de-área fixo, atuando como pivô. Foi o caso dos duelos contra Cruzeiro e Bahia. O cruzeirense Anselmo Ramon e o baiano Fernandão deram muito trabalho à nossa zaga nesses confrontos. Contra o primeiro levamos gol mas vencemos a disputa e, contra o segundo não teve jeito, amargamos nossa única derrota na competição. Perdíamos pela segunda vez na temporada deixando escapar a liderança do campeonato e uma invencibilidade de 19 jogos construída desde o primeiro turno do Carioca .

Pelo lado do Bota teremos a presença do goleirão Jefferson, cada vez mais motivado e do meia Lodeiro após servirem às respectivas seleções. Contra o Figueira, Jefferson teve uma noite de paredão e Lodeiro correu muito mas desperdiçou as melhores oportunidades de gol. Teremos ainda a presença de Seedorf que, apesar de não ter feito uma boa partida na quarta (faltou ritmo de jogo), mostrou a costumeira categoria em alguns lances e pode decidir a partida no domingo. Tremei, tricolores!

Os titulares foram poupados de treinamento com bola desde o jogo de quarta-feira, em Volta Redonda e fizeram um apronto nesse sábado, à tarde. A viajem pra Recife está marcada para hoje à noite.

De qualquer forma, estou otimista quanto a uma vitória sobre o Flu e uma combinação de resultados que nos permita assumir a ponta da tabela de vez. Nada mal para o recomeço dessa boa caminhada do time, até aqui.

Veja qual era a nossa perspectiva pra sequência do campeonato após a vitória sobre a Macaca, em Campinas, que nos colocou no G4: http://felipaodf.blogspot.com.br/2013/06/diga-nao-ao-desmanche.html


Os times deverão entrar em campo com:

Fluminense: Diego Cavalieri, Bruno, Gum, Digão e Carlinhos; Edinho, Jean e Wagner; Rhayner, Rafael Sobis e Fred.

Botafogo: No Bota, a tendência é de que o técnico Oswaldo de Oliveira repita a formação da partida contra o Figueirense e mantenha Vitinho no time titular. Sendo assim, vamos com Jefferson, Lucas, Bolívar, Dória e Julio Cesar; Marcelo Mattos e Gabriel; Seedorf, Lodeiro e Vitinho e Rafael Marques.

Boa sorte Fogão!

Matéria base: Alexandre Alliatti - GLOBOESPORTE.COM Rio de Janeiro