sábado, 21 de setembro de 2013

Programa de domingo: Ir ao Maraca ver a vitória do Fogão


GUIA DA RODADA #23: Rodada envolve muitos jogos que influenciam na luta contra o rebaixamento, enquanto Cruzeiro tenta disparar na liderança



Por um desses caprichos da tabela, a luta contra o rebaixamento pode acabar se tornando, na reta final do Brasileirão, mais interessante até do que a briga pelo título. Apenas seis pontos separam o sexto colocado, o Vitória, do primeiro rebaixado no momento, o Criciúma. É uma distância menor do que aquela que afasta o líder do vice. 

Assim, nada mais compreensível do que a rodada envolver mais a batalha contra o Z-4 do que a briga pelos primeiros lugares. Mesmo assim, é preciso olhar com muita atenção para as duas próximas séries de jogos, pois elas podem ser definidoras para o título. Nelas, o Cruzeiro visita Corinthians e Inter, ao passo que o Botafogo, seu maior perseguidor, recebe Bahia e Ponte Preta. Em tese, e nem sempre a tese se sustenta, a caminhada alvinegra é mais fácil - e a distância pode ser encurtada.

Destaque na rodada também para o primeiro jogo do Flamengo depois da saída de Mano Menezes (contra o Náutico na Arena Pernambuco) e para a promessa de boa partida entre Goiás e São Paulo.


Comentários do blogueiro: Essa é a proposta do site da globo para os jogos da rodada e a cada semana destacamos aqui apenas a análise relativa ao do Botafogo que é o que nos interessa.



BOTAFOGO x BAHIA
DOMINGO, 16H - MARACANÃ

Chorar a derrota para o Cruzeiro não tornará o Botafogo campeão brasileiro. O time alvinegro teve, nos pés de Elias ou no pênalti batido (e perdido) por Seedorf, a chance de grudar no líder. Mas deu tudo errado, e a derrota de 3 a 0 no Mineirão ampliou para sete pontos a distância do líder. O jeito agora é seguir adiante. Causa preocupação, porém, o mau momento do holandês. Seedorf não faz gols há oito jogos (sua pior sequência no clube) e deu apenas duas assistências no período. Mas é nele que o Alvinegro segue apostando para ganhar o Brasileiro. 

Os cariocas contam com uma aproximação ao líder nas duas próximas rodadas, quando recebem Bahia e Ponte Preta e acompanham o Cruzeiro nas visitas a Corinthians e Inter. Teoricamente, o caminho do Botafogo é mais fácil. Teoricamente. Na prática, o Tricolor baiano vai a campo animado com a boa vitória de 2 a 0 sobre o Inter. São três rodadas sem perder, o que rende um respiro ao time nordestino no campeonato. A distância para a zona do rebaixamento subiu para quatro pontos. Destaque no Bahia para o atacante Fernandão, que chorou em campo contra o Inter ao fazer um gol logo depois de ser vaiado por torcedores na Fonte Nova.

Na TV: Premiere FC, com Jader Rocha e Roger Flores.

Arbitragem: Leandro Pedro Vuaden (RS), com Vicente Romano Neto (SP) e Danilo Ricardo Simon Manis (SP).

Você sabia que... o Botafogo ainda não perdeu como mandante no Brasileirão-2013? Foram dez partidas, com sete vitórias e três empates.


Comentários do blogueiro: O Bota recebe o Bahia no Maraca depois de uma batalha duríssima em Minas. Cruzeiro e Botafogo confirmaram na rodada passada, todas as expectativas que se formaram em torno do confronto entre o líder e o vice do Brasileirão. Falavam até em final e foi com esse espírito que as duas melhores equipes do campeonato se enfrentaram.

A Raposa venceu por 3 a 0, somou 49 pontos e deu enorme passo rumo à taça. Já o Alvinegro permaneceu em segundo (42), agora com sete pontos de diferença. Além do Bota, os concorrentes diretos por vaga no G-4 - Grêmio (38), Atlético-PR (38) e Inter (34) - lamentaram o resultado.

O Botafogo lutou até o fim mas não deu. Levou um gol no último lance do primeiro tempo na jogada mais manjada do adversário. A mesma que decidiu o jogo contra o Furação e foi comentada na semana toda. Dedé fez a parede na cobrança de corner prendendo Bolivar e M. Mattos que não acompanhou a movimentação de Nilton. O jogador se livrou da marcação e acertou um voleio raro fazendo um golaço.

No início do segundo tempo o Bota foi pra cima e Seedorf teve a chance de empatar o jogo em cobrança de pênalti sofrido por R. Marques. Se converte, poderia ter mudado o destino da partida mas chutou pra fora.O jogador se abateu muito e o time foi junto. É lance de jogo e ele tem muito crédito junto ao grupo. Não vem rendendo tudo que pode mas continua sendo o principal nome do time e é com ele que vamos atrás dos nossos sonhos.

O Cruzeiro tem um elenco muito mais qualificado e fez as substituições que acabaram por decidir o jogo. Dagoberto e Julio Batista deram números definitivos ao placar (3 a 0) ajudados pelo árbitro que inventou um pênalti convertido por eles.

Como a Raposa foi mais astuta, a Cachorrada perdeu temporariamente o seu rastro mas não duvidem de sua capacidade de reencontra-lo. O Bota já deu monstras de que pode superar obstáculos e segue firme fazendo um excelente campeonato. Isso nos faz crer que os efeitos dessa derrota já sejam amenizados nessa 23a. rodada.

O Bota volta ao Maracanã, no domingo, pra defender sua posição contra o Bahia com a obrigação de vencer e o lugar de todo Alvinegro do Rio é estar junto do time pra celebrar a vitória. Enquanto isso, ficaremos de olho nos adversários com a possibilidade de vermos a diferença para o líder cair já nas duas próximas rodadas. O Cruzeiro tem uma sequência dura contra Inter e Corinthians - dois candidatos às vagas do G-4, fora de casa.

Gabriel, já recuperado de lesão, volta ao time na vaga deixado por Renato que sentiu a coxa. Dória também volta após cumprir suspensão. Só essas modificações já qualificam e muito o time que sofreu bastante com a insegurança de André Bahia na zaga. O restante do time deve ser o mesmo que enfrentou o Cruzeiro, em Minas. Já o Bahia de Cristóvão chega ao Rio animado depois de vencer o Inter (2 a 0) na boa terra e ter se afastado da zona da morte. Vem pra cima com o "carrasco" Fernandão que, além de ter feito o gol da vitória contra o Inter, marcou os dois gols contra o Botafogo na vitória do Tricolor baiano no primeiro turno (2 a 1), no Batistão.

Escalações:

Botafogo: O time que enfrenta o Bahia é: Jefferson, Edilson, Bolívar, Dória e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Gabriel, Lodeiro, Seedorf e Rafael Marques; Elias.

Bahia: A alteração na lateral - Fabrício Lusa, suspenso não joga - não deverá ser a única para o jogo contra o Bota. A expectativa é de que Cristóvão mantenha o trio de volantes – Fahel, Hélder e Feijão – e o trio ofensivo – Wallyson, William Barbio e Fernandão. Entretanto, nada está garantido.

Vamos pra próxima pois mostramos que temos time pra seguir nessa luta pelo título, apesar da diferença para o líder ter sido ampliada.