quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Bota encarou o Galo no Horto e saiu bem vivo de lá. Você lembra?


*Post baseado no texto do pré-jogo contra o adversário publicado no blog do Felipaodf em 07/08/2013 pelo primeiro turno do campeonato. As condições do jogo do próximo sábado, contra o mesmo adversário, no Maracanã, serão outras e muito diferentes daquelas do primeiro jogo e serão analisados no próximo post.



botafogoO Bota faria contra o Galo, no meio de semana, o principal jogo da 12a. rodada. Estariam frente a frente o líder do Brasileirão e o Campeão das Américas jogando no tal Horto. A partida previa um duelo especial entre Seedorf e Ronaldinho que acabou não acontecendo. O meia alvinegro sentiu um "cansaço muscular" e foi vetado para a partida. Mesmo com o desfalque de última hora, o Bota fez uma grande partida enfrentando o adversário de igual pra igual em seu terreiro como convém a um verdadeiro líder. Esteve por duas vezes à frente do placar e cedeu o empate (2 a 2) no último minuto (49') dos exorbitantes acréscimos dados pelo árbitro (5'). 

O Galo veio pro jogo completo (Bernard já estava negociado e estaria fora de qualquer jeito) e se recuperou da ressaca pós-Libertadores depois de colecionar três derrotas seguidas que o levou ao Z-4. Ao final da partida, jogadores e a torcida atleticana comemoraram muito o resultado que o livraram do buraco. Nessa rodada perdemos a liderança para o Cruzeiro.

Veja o nosso post do pré-jogo, na íntegra "Que nos desculpe o Galo, mas precisamos da vitória": http://felipaodf.blogspot.com.br/2013/08/que-nos-desculpe-o-galo-mas-precisamos.html

Essa foi a segunda vez que tivemos esse tempo de acréscimo exagerado em nossas partidas e que acabaram resultando em gols dos adversários, fato muito contestado pela torcida alvinegra nos estádios, assim como nas redes sociais. 

As substituições de Oswaldo de Oliveira ao final da partida, que visavam quebrar o ímpeto do Galo na busca do empate, não surtiram o efeito esperado. Já havia dado errado contra o Fla com a entrada do zagueiro A. Carlos e dessa vez, sobrou pra A. Bahia que entrou pra anular a jogada aérea do Galo, a preferida do adversário nesse jogo. 

A respeito das substituições, os motivos do descontentamento da torcida eram de que, numa partida escamada como essa, os jogadores sempre entram frios e desconcentrados o que os impossibilitavam de produzir o efeito esperado. Outro argumento é de que a entrada de volantes e zagueiros acabam chamando os adversários para nossa própria área o que poderia ser evitado com a entrada de atacantes com os quais o adversário deveriam se preocupar. O problema é que levamos o gol de empate nas duas oportunidades e isso é pra se preocupar.

O time se apresentou bem sem Seedorf e teve como destaque o meia Lodeiro que voltou a marcar - Elias havia feito o primeiro do Bota. 

Veja os gols da partida





O Botafogo entrou em campo com Jefferson, Gilberto, Bolívar, Dória e Julio Cesar; Marcelo Mattos e Gabriel; Lodeiro, Vitinho, Rafael Marques; e Elias. 

Mas, bola pra frente que o próximo confronto está aí (Goiás).