segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Bota recebeu o Vitória no Maraca pelo 1º turno: você lembra como foi?



*Texto base publicado no Blog do Felipao em 01/08/2013


No post do pré-jogo contra o rubro-negro baiano, registrávamos que o Bota deveria esquecer o doloroso resultado do clássico carioca (empate com o Flamengo conseguido aos 49' de segundo tempo) e focar na retomada da liderança do campeonato aproveitando a possibilidade criada na abertura da rodada, na quarta-feira, com a surpreendente vitória do Fluminense sobre o Cruzeiro, derrubando a Raposa do posto mais alto da tabela. Por sua vez, o Coxa fez o resultado que lhe interessava, somou 20 pontos e assumiu a 1a. colocação. Já na quinta-feira, o Glorioso venceu o Vitória, igualou a contagem dos pontos do Coxa e assumiu a liderança do campeonato por ter maior número de vitórias: 5 a 4.

Veja o post do pré-jogo "Bola pra frente que a liderança é logo ali: basta uma vitória", na íntegra: http://felipaodf.blogspot.com.br/2013/07/bola-pra-frente-que-lideranca-e-logo-ali.html

Quanto a baixa presença de público nos últimos jogos do Alvinegro mesmo com o time brigando no G-4, parece que o apelo de Seedorf deu resultado. A torcida atendeu ao chamado percebendo o momento propício pra começar uma virada. Quase 20 mil torcedores compareceram ao jogo (pouco mais de 14 mil pagantes), numa demonstração de apoio ao grupo que, alheio aos problemas extra-campo, vem mantendo a pegada com profissionalismo e dedicação. O melhor é que esse apoio deve se repetir no clássico (contra o Vasco).

E a tão esperada vitória veio celebrando essa união. Empurrados pela torcida, ficou clara a disposição dos jogadores para conseguirem o resultado. Ao final, um agradeceu ao outro pelos momentos mágicos vividos nos 90 minutos de busca incessante pela liderança do campeonato.

Seedorf voltou a ser o nome do jogo. Comandou o time, fez duas belas assistências para os gols e quase deixou o seu em outras oportunidades. Um verdadeiro maestro de uma orquestra, hoje, muito bem afinada.

Vitinho e Elias, cada em um tempo de jogo, marcaram para o Fogão e deram números finais à vitória (2 a 0). Vitinho voltou a marcar depois de passar dois meses em branco - o último foi na derrota para o Bahia (2 a 1) pela 4a. rodada do campeonato. Já Elias, marcou seu segundo gol com a camisa alvinegra; o primeiro no Maraca.

Pra essa partida, defendíamos a entrada de Elias como titular na vaga de Vitinho, pelas razões já conhecida de todos e descritas no post (anterior). Isso acabou acontecendo de início, mas a partir dos 20 minutos finais e foi decisiva para o resultado.

O Bota mereceu amplamente a vitória e, talvez pela pressão positiva da torcida, manteve um ritmo forte em grande parte do jogo e só descansou com o resultado já assegurado. Mostrou uma postura totalmente diferente do jogo contra o Flamengo quando as substituições desastrosas de Oswaldo chamaram o adversário para o nosso campo e acabou sendo castigado pelo empate.

Além do comandante Seedorf, Dória, Gabriel e Vitinho tiveram atuações destacadas. O zagueiro foi um dos melhores em campo. Não deu chances ao ataque rubro-negro e colocou o artilheiro Maxi Biancucchi no bolso. Gabriel cumpriu uma grane jornada. Incansável na proteção à zaga, ainda apareceu muito bem no lance que originou o primeiro gol. Foi dele o passe para Seedorf antes do meia rolar para Vitinho concluir. Já o atacante, teve boa presença de área e participou de outros lances que levaram perigo ao o gol de Wilson. Se destacou ainda na marcação, aspecto em que ele vinha deixando a desejar. Ainda mostrou certa precipitação ao concluir algumas jogadas mas melhorou bastante em relação às últimas jornadas.

Lodeiro bem que tentou mas de novo deixou a desejar. Melhorou em relação aos jogos anteriores mais teve uma atuação ainda abaixo das suas possibilidades. Quem sabe não desperta contra o Vasco. Vamos precisar muito dele pra fazermos o resultado.

De modo geral todo o time foi bem, tanto no aspecto tático como na disposição. Pouquíssimas foram as chances dadas ao adversário, todas elas parando nas mãos seguras de Jefferson, o Paredão.

Veja os melhores momentos do jogo e a festa da torcida:





Por @Felipaodf/Botafogodeprimeira.com