sábado, 5 de outubro de 2013

Bota tem confronto direto pela vice-liderança


GUIA DA RODADA #26: Bota x Grêmio e Timbu x Raposa são os destaques



(...) Grêmio x Botafogo, às 18h30m, no Maracanã, é um confronto direto pela vice-liderança. Os visitantes gaúchos têm a vantagem de dois pontos - 45 a 43 - e vivem em ascensão no campeonato. A equipe alvinegra, em terceiro, tenta recuperar a força que já a deixou na liderança. Os dois sabem que o empate será péssimo para quem ainda pretende brigar pelo título. Afinal, a diferença do líder Cruzeiro para o segundo colocado, já nos 11 pontos, pode aumentar. E certamente os comandados de Renato Gaúcho, bem como os de Oswaldo de Oliveira, cruzarão os dedos domingo, diante da TV, quando a bola rolar na Arena Pernambuco a partir das 16h.

É no Recife que um outro jogo pode ter peso importante na tabela de cima e de baixo do Brasileirão 2013. E os mais fanáticos pelo Náutico, quatro rodadas atrás, não poderiam supor que o Timbu veria sua torcida "crescer" assustadoramente em um mês. Principalmente a formada por gremistas e botafoguenses. Desacreditado, com vaga praticamente assegurada entre os quatro rebaixados, o time pernambucano esboçou uma reação que será posta à prova. Com dois empates e duas vitórias, vai encarar uma Raposa líder que domina como quer os adversários - o último, a Portuguesa, foi goleado por 4 a 0. (...)


Comentários do blogueiro: Essa é a proposta do site da globo para os jogos da rodada e a cada semana destacamos aqui apenas a análise relativa ao do Botafogo que é o que nos interessa.


BOTAFOGO x GRÊMIO
SÁBADO, 18H30M - MARACANÃ


Já são quatro partidas sem vencer no Brasileirão. O que faz o jogo no Maracanã ganhar ainda mais ares de decisão para um Botafogo em queda. Uma vitória pode levar o time a retomar o ritmo anterior que fez da equipe uma das favoritas. Oswaldo de Oliveira não terá Bolívar, Edílson e Gabriel, suspensos pelo terceiro cartão amarelo, mas conta com as voltas Hyuri, Elias e Renato para encarar um Grêmio cheio de empolgação. O Tricolor não sabe o que é perder há quatro jogos. A ascensão se dá, segundo muitos, ao esquema com três atacantes, mas a tendência é que Renato Gaúcho arme sua equipe mutante no 3-5-2. Com Vargas suspenso, a vaga deverá ser ocupada por um zagueiro. O maior candidato é Saimon. É, esse jogo promete muito.


Na TV: SporTV (menos RJ) e PremiereFC, com Jader Rocha e Lédio Carmona.

Arbitragem: Wilson Pereira Sampaio será o árbitro, auxiliado por Emerson Augusto de Carvalho e Marcelo Carvalho Van Gasse.

Você sabia que...: ano passado, o Grêmio levou a melhor nos confrontos com o Botafogo? No turno, justamente na estreia de Seedorf pelo Alvinegro, o Grêmio venceu por 1 a 0 no Engenhão, com gol de Marcelo Moreno. No returno, no Olímpico, houve empate por 1 a 1, gols de Léo Gago para o Tricolor Gaúcho e Bruno Mendes para o Alvinegro carioca. Já este ano, pelo 1º turno do Brasileiro, houve vitória gremista por 2 a 1 na Arena do Grêmio, gols de Vargas (2) para o time da casa e Seedorf para os visitantes. A última vitória do Bota sobre o Grêmio foi no returno de 2011, quando venceu por 1 a 0 em Porto Alegre, gol de Loco Abreu.


Comentários do blogueiro: Na rodada passada (25), Grêmio e Atlético-PR brigaram para tomar a vice-liderança do Botafogo que tinha o clássico contra o Fluminense pra mantê-la. O Tricolor gaúcho (45) se deu bem ao vencer o adversário por 1 a 0, na Arena e colocou dois pontos de vantagem sobre o Alvinegro (43) que não passou de um empate (1 a 1) contra o rival. Por sua vez a Raposa segue disparada na liderança ao massacrar a Portuguesa, em Minas, por 4 a 0.

O Botafogo, jogando de preto, precisava clarear seus caminhos e vencer o clássico carioca para interromper a incômoda sequência de três derrotas - inéditas na atual temporada - e se manter dignamente no G-4. Mas faltou combinar com o Tricolor que aos 2' de partida já abria o placar. Numa boa trama do ataque adversário, o rápido Biro biro - apelido herdado do folclórico "craque" corintiano da década de 80 - penetrou nas costas de M. Mattos e concluiu em gol depois de tabelar com Jean.

Menos mal porque o Bota não demorou muito pra empatar. A bola cabeceada por Rafael Marques em cobrança de falta de Seedorf encontrou a canela santa de Bolivar e entrou no cantinho do gol de Cavaliere (13'). O zagueirão, que não joga o próximo jogo comemorou muito o gol de empate com os companheiros como se fosse o início da virada.

Mas não foi o que se viu. Com jogo empatado e um golzinho para cada lado, parecia que as equipes já haviam cumprido a missão e faziam valer uma espécie de tratado mútuo de não agressão. Foram raras as chances de alterar o placar para os dois lados, todas sem muita convicção. O Botafogo interrompia a sequência amarga de três derrotas e o Fluminense mantinha a série de oito partidas sem perder. Objetivos de demonstram total falta de ambição das duas equipes.

O duelo pela vice-liderança que ocorreu na rodada passada se repete agora entre Grêmio e Botafogo, segundo e terceiros colocados, dessa vez, em "nossa casa".

Nessa fase da disputa, o Glorioso ainda procura readquirir o ritmo mostrado no primeiro turno quando ocupou o topo da tabela e se manteve no G-4 com certa facilidade, situação que no returno começou a se reverter. Nem mesmo o empate no clássico depois da sequência de derrotas foi o bastante pra afastar a desconfiança da torcida de que as coisas podem dar errado.

O time já não conta com um elenco capaz de suprir as ausências que uma disputa dura e longa do Brasileirão - com dois jogos por semana - impõe aos competidores, depois de ser mutilado mais uma vez no meio da competição pela diretoria.

Já o Grêmio, de elenco mais numeroso e banco qualificado (Zé Roberto e Elano aguardam melhor oportunidade de voltarem ao time) vem vencendo jogos importantes, mesmo longe de casa. Méritos para Renato Gaúcho que arma o time numa retranca clássica - usa até três zagueiros e três volantes numa mesma escalação - e aproveita muito bem os contra ataques, o que é prenuncio de que veremos um jogo de poucas alternativas e muito brigado.

O Bota vai pro jogo muito desfalcado. Edilson, Bolivar e Gabriel estão suspensos e devem dar lugar a Gilberto - que volta de contusão, Dankler - que faz sua segunda partida no campeonato, e Renato ou Lucas Zen. Elias e Hyuri, que seriam as opções para o ataque, permanecem de fora ainda se recuperando lesões o que abre espaço para Henrique - que pode ser mantido no time, e B. Mendes que volta a ser opção no banco depois de longo tempo parado.

Escalações:

Botafogo: Jefferson, Gilberto, Dankler, Dória e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Renato (lucas Zen), Lodeiro, Seedorf e Rafael Marques; Henrique (Bruno Mendes).

Grêmio: Dida, Werley, Rhodolfo e Bressan; Pará, Souza, Ramiro, Riveros e Alex Telles; Kleber e Barcos – Técnico: Renato Gaúcho.

Boa sorte, Fogão!


Por @Felipaodf/Botafogodeprimeira.com