quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Cada um comemora o que pode: o clássico Botafogo e Flamengo do 1o. turno


*Publicado em 26/07/2013 no Blog do Felipaodf (http://felipaodf.blogspot.com.br/)



Sobre o jogo de domingo, chamávamos a atenção para dois aspectos que envolviam a volta dos arqui-rivais cariocas ao Maracanã. O primeiro deles, relacionado ao estágio dos dois times tanto na temporada, como na competição. Enquanto o Bota se mostra um time equilibrado, que utiliza a mesma formação e estilo de jogo desde o início da temporada (conquistou o Carioca, vai bem na Copa do Brasil e está no G-4 do Brasileirão), o Fla ainda vive um período de turbulência técnica e disciplinar que já custou o emprego de dois técnicos e a dispensa de figurões. Só agora começava a respirar (ainda por aparelhos) com a chegada de Mano Menezes e alguns reforços (?) de qualidade ainda não comprovada.

O outro aspecto, referia- se a uma incômoda sequência sem vitórias do Fogão nos confrontos válidos pelo Brasileirão, já que no Campeonato Carioca ganhamos deles com sobra e deslanchamos na competição até a conquista do título. Eram 18 partidas (agora 19), na maioria delas com ocorrência de empates e muita contestação sobre os resultados.

Veja nosso post do pré-jogo "Um bom jogo para reassumir a liderança", na íntegra: http://felipaodf.blogspot.com.br/2013/07/guia-da-rodada9-desequilibrio-em-tres.html

E não deu outra. Fomos muito superiores no primeiro tempo do jogo mas, como sempre, não fizemos os gols necessários e amargamos mais um empate. Com isso os manjados "não traduzimos a superioridade em gols", "não soubemos matar o jogo", "quem não faz leva" e, o mais recente, "o medo de perder tira a vontade de ganha" pipocaram nas redes sociais e caíram como bomba no colo do treinador, e com razão (Oswaldo havia feito substituições equivocadas). Os jogadores, a despeito dos problemas extra-campo e do cansaço da viagem à Florianópolis (enfrentou o Figueirense pela Copa do Brasil), lutaram e fizeram sua parte até serem castigados pelo acaso no final.


Esse 1 a 1 foi realmente doloroso pra todos e frustrante para os poucos torcedores botafoguenses que compareceram ao Maracanã. Segura essa Oswaldo e paga a conta; reveja algumas das suas verdades e vai em frente que o negócio é sério...

Veja os gols da partida




Um dos danos mais significativos desse empate foi a perda da liderança do campeonato que estava assegurada até os 49 minutos de jogo e não se confirmou. Acabamos a rodada em 3o. (17), atrás do novo líder Cruzeiro (18) e do Inter (18), em segundo com um jogo a mais. Uma outro dano foi a manutenção da escrita, fato muito comemorado pelos contrários que chegaram à beira do êxtase por terem escapado da zona da degola para onde estavam encaminhados. Com o  grande feito, um ponto apenas os separam do abismo. Fazer o que? Cada um comemora o que pode!


Por @Felipaodf/Botafogodeprimeira.com