domingo, 17 de novembro de 2013

Com atitude, Bota goleia o Furacão por 4 a 0


Botafogo goleia o Atlético-PR e volta ao
 G4 (Foto: Cleber Mendes/ LANCE!Press)
O Botafogo voltou a vencer depois de três rodadas, na melhor exibição do time nesse 2o. turno. A vítima foi o Furacão (58), rubro-negro paranaense, que caiu de 4 a 0 no Maraca. Com o resultado, o time alvinegro voltou ao G-4, ocupando o 3o. lugar na tabela com a mesma pontuação do Grêmio (57). Hoje, é secar os adversários diretos pela vaga - o próprio Grêmio e o Goiás - pra que não vençam seus jogos e consigamos assegurar uma posição na elite até a próxima rodada.

Nesse jogo, em vez de esperar as coisas acontecerem, o Botafogo mostrou atitude e partiu pra cima na base da vontade. Dominou todas ações do jogo e criou muitas oportunidades. Fez dois gols no primeiro tempo - Eilas (27'/1ºT), Seedorf (36'/1ºT), abrindo uma boa frente no placar.

Parabéns aos jogadores do Fogão pela apresentação impecável. Destaque para atuação de Seedorf que jogou uma grande partida e conduziu o time à vitória depois de longo tempo sem fazer uma exibição condizente com suas possibilidades. Renato foi muito bem atuando com desenvoltura na intermediária, com passes e assistências precisas aumentando a produção do time no ataque. A grata surpresa da partida ficou por conta do desempenho de Bruno Mendes que vinha e uma temporada obscura e reviveu seus melhores dias no alvinegro. Entrou no lugar de Elias, no 2o. tempo, e marcou duas vezes como um verdadeiro "centro-avante" (32'/2ºT e 37'/2ºT). Foram os seus primeiros dois gols no campeonato. Rafael Marques ainda mandou duas bolas na trave e poderia ter ampliado o placar com um pouco mais de sorte.

Na verdade, ninguém jogou mal e merecem um parabéns coletivo. Gabriel foi bem na marcação e ainda arriscou no apoio ao ataque fazendo uma dupla equilibrada com Renato, sendo difícil para o técnico Oswaldo de Oliveira promover a volta de Marcelo Mattos. Elias batalhou muito  e foi premiado com um gol depois de não converter nenhuma das chances que teve no jogo contra a Lusa, na rodada passada. Se emocionou e foi confraternizar com Oswaldo. Hyuri, jogando mais avançado, foi uma boa opção de contra-ataque e esteve sempre presente nas jogadas de resultaram em gol.

Veja os melhores momentos da partida





A torcida que compareceu ao jogo ficou em êxtase com a exibição, apoiou e cantou o tempo todo de jogo e deu um show a parte depois de passar a semana inteira em manifestações de protesto.

Na próxima partida, contra o São Paulo, no Morumbi, quem fica de fora é Bolívar, expulso depois de levar dois cartões amarelos e deve ceder sua vaga a Dankler. Nada que mexa na estrutura do time que, na minha opinião, deve ser repetido no próximo compromisso sem mais modificações. Torço pra isso.


Por @Felipaodf/Botafogodeprimeira.com