domingo, 16 de fevereiro de 2014

Bolatti tem vaga nesse time, ou não?




Não foi exatamente o jogo que esperávamos do time titular do Botafogo depois de duas boas exibições pela Libertadores.

A equipe mostrou muitos problemas em campo e não conseguiu criar quase nada de bom. Foram pouquíssimas as situações de perigo para o gol adversário. Alguns jogadores (ou quase todos) apresentaram baixo rendimento técnico e via de regra, mostraram displicência em passar a bola e não deram sequência às jogadas. Seria falta de interesse pela competição ou só deficiência técnica?

Lá se foi um tempo de jogo e veio outro sem que nada de interessante acontecesse até que o bem postado Duque abriu o placar numa jogada confusa em que os zagueiros Dakler (horrível, diga-se de passagem) e Dória bateram cabeça e a bola foi parar no fundo do gol.


Atrás do placar já no final do jogo (33'), o time começou a correr e o que parecia improvável aconteceu. Com algumas modificações na forma de jogar proporcionada pelas substituições, o Bota se mandou pra frente e consegui a reação. Marcou duas vezes (38' e 44') e, pra alívio da torcida, comissão técnica e jogadores, decretando a virada.

No final, valeu pela vitória que nos colocou em 8o. na tabela com chances reais de classificação para a fase final da competição. Poucos se destacaram na partida: El Tanque deixou o seu e sofreu o pênalti que Jorge Wagner bateu bem e converteu. Bolatti deu uma movimentação diferente ao meio campo e a tendência é que arrume uma vaga nesse time, se não agora, logo ali adiante.


Veja os lances da partida




Vamos em frente porque na quinta-feira tem mais time titular. Esperando uma postura mais incisiva contra o Volta Redonda, dessa vez no Maraca.