sexta-feira, 9 de maio de 2014

Tudo por uma vitória



O Botafogo enfrenta o Criciúma, às 21h, no Maracanã, precisando de uma vitória. O time não vence a seis jogos e completou 50 dias sem triunfo nesta quinta-feira (8). A última aconteceu no dia 19 de março, ainda pela Copa Libertadores quando venceu o Independiente del Valle, do Equador, por 1 x 0, no Maraca, gol do El Tanque Ferreyra. 



Em três partidas no Brasileirão sob o comando de Mancini o clube somou apenas um ponto do empate contra o Inter, em casa, e ocupa a penúltima posição na tabela, o que vem deixando o torcedor alvinegro muito preocupado.

Pra reverter essa incômoda situação, o Bota não contará com a ajuda do meia Carlos Alberto - seu mais novo contratado, que continua entregue à preparação física em busca de uma melhor condição de jogo. Em compensação, Emerson Sheik não será problema e está relacionado para o jogo depois de ficar de fora de alguns treinamentos da semana por um corte no pé. Lodeiro, contundido, não joga e será substituído por Jorge Wagner.

Dando sequência à reformulação do elenco após as péssimas campanhas no Estadual e Libertadores, o volante Renato rescindiu seu contrato com o clube depois de três anos vestindo a camisa 8 alvinegra e deve assinar com o Santos de Oswaldo de Oliveira. O jogador, que completará 35 anos na próxima semana, se despediu dos companheiros, no Engenhão:

- é um ciclo que termina. Quero agradecer a todos os torcedores. Nós sabemos que nunca vamos agradar a todos, mas as críticas são construtivas. E voltar a trabalhar com o Oswaldo é maravilhoso.

Marcelo Mattos segue fora e deve se submeter a uma cirurgia para corrigir problemas no quadril, com previsão de retorno após a Copa.

O Bota deve entrar em campo neste sábado com Jefferson, Edilson, Bolívar, Dória e Junior Cesar; Gabriel, Bolatti, Jorge Wagner e Daniel; Zeballos e Emerson.


Esse é o panorama do Botafogo antes do jogo que pode ser o da redenção. Assim esperamos todos!

Por @Felipaodf/Botafogodeprimeira.com