quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Onde foi parar o time que ganhou do Flu?



Mancini repetiu o time e o time não correspondeu às expectativas da torcida que esperava uma vitória. Fez uma partida ridícula contra o aplicado Figueirense, à altura dos meses de salários atrasados. 

O Botafogo não foi nem sombra da equipe que se impôs e venceu o Flores com sobras no jogo passado. O fantasma do rebaixamento volta a bater à nossa porta e nem o mais otimista dos alvinegros consegue cravar que vamos vencer a Chapecoense no próximo sábado, em mais um duelo contra adversários diretos na  briga para fugir da zona da degola. Com o resultado, o próprio Figueirense nos passou. Caímos da 12a. posição para a 16a., na porta da zona.

O Botafogo começou o jogo sonolento e levou um gol logo de cara. Se arrastou o 1o. tempo inteiro e em momento algum deu mostras de que poderia reverter o resultado. O time se mostrou muito disperso e sem vontade o que facilitou a vida do adversário. O time de Argel passou o tempo trocando passes sem ser incomodado nas proximidades de nossa área. 


O que vimos do Botafogo foram muitos passes errados e pouquíssimas jogadas de ataque. A rigor, tivemos apenas uma chance com El Tanque no 1o. tempo que ele nem chegou a concluir em gol. O time esteve mal distribuído em campo e ninguém conseguia se desvencilhar da marcação adversária. 

Gabriel errou tudo que tentou e empatou em passes errados com Zeballos. Edilson se mostrou desatento o tempo todo com uma exibição que beirou à irresponsabilidade. De Junior Cesar já nem falo porque dele não espero nada. Daniel e El Tanque estiveram sumidos entre os zagueiros e nem mesmo Ayrton se impôs afrente da zaga como aconteceu no jogo passado.

E o mais triste é que não temos opções na reserva. Esperar que Rogério vá resolver alguma coisa só aumenta o desespero de quem torce por dias melhores.

Quem pode explicar uma exibição dessas?

Por @Felipaodf/Botafogodeprimeira.com