sábado, 23 de agosto de 2014

Queremos de volta o time que venceu o Flu


Alô torcida do Fogão: Hoje é pra jogar junto!




No jogo contra o Figueirense na última quarta-feira, Mancini repetiu o time que havia vencido o Fluminense por 2 a 0 no Mané Garrincha, em Brasília, mas o time não correspondeu ao que dele se esperava. Foi derrotado por 1 a 0 e fez, inexplicavelmente, uma exibição abaixo da crítica o que deixou a torcida alvinegra desolada. 

O Botafogo ainda não conseguiu emplacar duas vitórias consecutivas nesse campeonato e contra o Figueira perdemos novamente a oportunidade. Sempre depois de um triunfo vem uma decepção: o time não deslancha e patina na tabela. 

Com o resultado, voltamos a conviver com o fantasma do rebaixamento e nem o mais otimista dos alvinegros cravaria uma vitória tranquila contra a Chapecoense nesse sábado - um adversário direto na briga para fugir da degola que já venceu os outros dois times cariocas. Enquanto a Chape ocupa a 12ª posição na tabela, com 19 pontos, o Botafogo permaneceu com os mesmos 16 pontos e caiu da 12ª posição para a 16ª, a primeira fora da zona.

No último compromisso, o Botafogo abusou de errar passes e criou pouquíssimas jogadas de ataque. Os campeões nesse quesito foram Gabriel e Zeballos que desperdiçou inúmeras jogadas de ataque. O pior em campo disparado foi Junior Cesar que, pela esquerda, errou quase tudo que tentou. Daniel e El Tanque, que foram destaques contra o Flu, decepcionaram. Passaram o jogo sumidos entre os zagueiros adversários até serem substituídos. 

Nesse sábado, com os altos e baixos do time, a maior esperança de vitória está depositada na força da torcida que, com a promoção no preço dos ingressos, deve comparecer em grande número para incentivar o time no Maraca. Se assim não for o nosso futuro é incerto.

Mancini vai repetir o time pela segunda vez. Vamos de Jefferson, Edilson, Bolivar, André Bahia e Junior Cesar; Gabriel, Airton e Ramírez; Daniel, Zeballos e Tanque Ferreyra, o que é uma atitude sensata diante da falta de tempo para treinamentos entre as duas viagens. Dória fica como opção no banco e Sheik, suspenso, continua de fora. 

Resta saber como esse time irá se comportar em campo: aguerridamente, se impondo e vencendo o Fluminense como foi no domingo ou omisso e sem vontade a ponto de ser derrotado pelo modesto Figueirense, na quarta. Esperamos que seja o time de domingo!

Pra cima deles Fogão!

Por @Felipaodf/Botafogodeprimeira.com