domingo, 31 de agosto de 2014

Rodada começa bem para o Bota





Obrigação de domingo: antes de sair pra " brincar na rua", fazer o dever de casa... E fazer o dever de casa para o Botafogo nesse domingo é vencer o Santos, no Maraca.

Eh, companheiros de camisa! Faz tempo que estamos nessa incômoda situação. Não basta apenas torcerm pela vitória do Fogão a cada domingo; temos que secar também os adversários. Esse é o estado do (outrora) Glorioso, no Brasileirão. Não está na UTI ainda por falta de vagas, mas é um paciente que inspira cuidados e está em observação.

Com as derrotas de Palmeiras para o Inter, por 1 a 0, e da Chapecoense para o Cruzeiro, por 4 a 2, na abertura da 18a. rodada, no sábado, o Botafogo tem uma condição favorável para subir na tabela bastando para isso, vencer o time do Sr. Oswaldo. Não será uma tarefa fácil. O adversário é um time categorizado, tem a volta de Robinho em boa fase mas... Orraaaaaa, precisamos nos impor em casa. Na base do sacrifício, com entusiasmo, com gol de canela, do jeito que for... Do contrário, vamos ficar no "ora veja", lamentando jogo após jogo, as chances perdidas de nos afirmarmos na competição.

As derrotas dos concorrentes diretos na briga para fugir da zona do desconforto, formada pelos times que namoram com o Z4, já é meio caminho andado. Só nos resta avançar na outra metade com uma vitória. A Chapecoense permaneceu com 19 pontos e o Palmeiras com 17 ocupando, respectivamente, a 15a. e a 16a. posições, podendo ser ultrapassados ainda pela turma de baixo (Z4), que joga nesse domingo - Criciuma, Bahia, Coritiba e Vitória.

Juntando os cacos da fatídica derrota de quarta, Mancini vai promover algumas mudanças no time para que voltemos a vencer. Veja no post em que circunstâncias elas foram formalizadas pelo treinador... Mudancas-pra-vencer-o-santos.html


Na última partida pelo Brasileirão, o Botafogo venceu a Chapecoense por 1 a 0, no Maracanã. Cachito Ramíres fez um golaço que deixou o narrador e o comentarista do PFC incrédulos com a perfeição do arremate, a ponto de duvidarem de que o meia alvinegro tivesse a real intenção de fazer o gol. Veja o nosso post a repercussão do lance e da vitória... Um-golaco-que-animou-galera-e-revoltou.html


Porém, nem mesma essa vitória foi o bastante para estabilizar o time que voltou a decepcionar o torcedor alvinegro na última quarta-feira. O Botafogo vem oscilando muito na temporada em razão da gama de problemas que se abateu sobre o clube desde que foi abandonado pelo Sr. Omissão. Para desespero de todos, o time não consegue emplacar duas vitórias consecutivas no campeonato e vem de uma derrota desastrosa (2 a 1) para um time misto do Ceará pela Copa do Brasil, jogando em casa.

Contra a Chape, a torcida compareceu em bom número (18,4 mil) e incentivou o time em tempo integral. Não lotou o Maraca mas empurrou os jogadores até a vitória, conseguida na base da vontade. O mesmo não aconteceu no jogo de quarta (22h) e ninguém sabe se comparecerá no jogo de hoje (16h).



É preciso que o torcedor alvinegro entenda que o elenco é fraco, está emocionalmente abalado e só a presença dela, apoiando o tempo todo e em todos os jogos, pode impedir o fracasso total na temporada. Somamos 19 pontos em 17 rodadas e ocupamos apenas a 14a posição, ainda muito próximo da zona da degola. Depois da rescisão de Lucas, via ação judicial, só nessa semana vimos mais dois episódios preocupantes: o nosso goleirão Jeff reclamando abertamente das condições de trabalho, não dando garantias que vá permanecer e da saída de Dória, dado como fora do clube dentro das próximas 24 horas, o que seria o caos por tumultuar ainda mais o ambiente.

O nosso adversário venceu o Grêmio na quinta-feira, no sul, pela Copa do Brasil e está em uma posição bem mais confortável do que a gente no Brasileirão. Somou 23 pontos até aqui e ocupa a 10a. posição na tabela, apesar de não conseguir muitos pontos jogando fora.

Para o duelo de hoje - o 100º entre eles,
sem o glamour dos grandes embates de décadas passadas quando os dois clubes tinham em seus elencos a elite de craques que formavam a base da seleção brasileira campeã do mundo em 58, 62 e 70, os times devem entrar em campo com as seguintes formações:

Botafogo: Jefferson, Edílson, Bolívar, André Bahia e Junior Cesar; Gabriel, Bolatti, Ramírez e Daniel; Emerson e Bruno Corrêa.

Santos: Aranha; Cicinho, Edu Dracena, David Braz e Eugenio Mena; Arouca, Alison e Lucas Lima; Thiago Ribeiro, Robinho e Rildo.

Precisamos vencer de qualquer jeito!

Por @Felipaodf/Botafogodeprimeira.com