quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Setembro negro


O mês de setembro vai chegando ao fim mas o martírio alvinegro, continua. 


A esperança de todos pelos lados de General Severiano era de que o time engrenasse nesse 2o. turno e se afastasse definitivamente da zona de desconforto, após uma sequência razoável de bons resultados no final do turno, em agosto. 

Foram duas vitórias por 1 a 0 pelo Campeonato Brasileiro, contra Chapecoense e Santos, no Maraca, e uma vitória épica por 4 a 3 sobre o Ceará, no Castelão, pela Copa do Brasil que valeu a classificação à fase de quartas de final da competição. 

Mas não foi isso que aconteceu. Com uma sequência de jogadores lesionados e improvisados, expulsos e suspensos por um descontrole emocional descabido, os maus resultados voltaram fazendo com que o time despencasse na tabela - de 13º colocado no final do turno para 17º, nesta 24a. rodada.

Depois da derrota para o Galo (1 a 0) no fechamento do turno, com jogador expulso, o returno começou com mais um revés, para o São Paulo (4 a 2) com o time muito desfalcado. A expulsão de Airton desequilibrou o time nesse jogo e abriu o caminho pra derrota, em Brasília. 

Se seguiram a esses, os fracassos contra o Inter (2 a 0) e Bahia (3 a 2). Nesse último, o que se viu foi um total descontrole dos jogadores irritados com a arbitragem. Foram mais três expulsões, duas no tempo normal de jogo quando o Bota ainda tinha um placar favorável (2 a 1). 

Por último, o empate sem graça diante do Criciúma (1 a 1), com o time todo mutilado. Ficaram de fora desse jogo, além de Emerson Skeik, Ramírez e Julio Cesar expulsos, Bolívar e Gabriel suspensos pelo 3o'. cartão amarelo.

Com a volta de grande parte dos titulares e a reintegração e Jobson ao elenco, cresce a esperança de que o time faça um bom jogo contra o Goiás, no Maraca, e volte a vencer para sair dessa incômoda posição, dentro do Z-4. E a torcida alvinegra precisa estar presente no estádio, se quiser mudar o rumo dessa sombria história. 

Veja essa demonstração da força de nossa torcida, no antigo Maracanã O-da-lhe-fogo.html

A dúvida fica por conta de Airton, que depende de um efeito suspensivo a ser confirmado nesta quinta-feira para ser escalado. O Botafogo deve começar com a seguinte formação: Jefferson, Dankler, Bolívar, André Bahia e Julio Cesar; Rodrigo Souto (Airton), Gabriel e Ramírez; Zeballos, Wallyson e Emerson.

Pra cima deles (com calma), Fogão!


Por @Felipaodf/Botafogodeprimeira.com