quarta-feira, 11 de março de 2015

Contra a Cabofriense, só a vitória interessa



O que o Botafogo precisa hoje é vencer o seu adversário e voltar pra casa relaxado com o dever cumprido. O que vier do resultado do clássico entre Vasco e Flamengo, às 18h30, no Maraca, se for favorável, deve ser encarado como lucro. Lembrando que em caso de tropeço do Vasco, a gente assume a liderança isolada do campeonato. Caso não aconteça, a briga direta fica adiada para o próximo fim de semana quando enfrentamos os próprios cruzmaltinos. 


Botafogo é o vice-líder do Campeonato Carioca Foto: Paulo Campos / Agif


Com um elenco (quase) totalmente remodelado, o Botafogo vem surpreendendo no campeonato ao se mostrar uma equipe equilibrada, ocupar a vice-liderança e se manter, permanentemente, no G-4. Disputou dois clássicos: venceu o Fla e perdeu pro Flu. Contra os chamados pequenos vem tendo um rendimento invejável: perdeu apenas dois pontos no empate com o Voltaço. Além de tudo, ainda tem o ataque mais positivo da competição.

Portanto, nesse domingo, às 16h, temos plenas condições de vencermos a Cabofriense, mesmo jogando no Estádio Moacyrzão, em Macaé. Já a adversária, entra em campo pressionada por uma sequência de maus resultados - são seis jogos sem vitória, somando-se quatro no Carioca e dois na Copa do Brasil.

Com três titulares fora de combate, René Simões decidiu dar uma nova chance a Fernandes no lugar de M. Mattos. No ataque, Tássio será mantido na vaga de Bill e Renan estreia no campeonato cobrindo a ausência do capitão Jefferson, convocado para a Seleção. O Botafogo deve começar com a seguinte formação: Renan, Gilberto, Renan Fonseca, Diego Giaretta e Carleto; Willian Arão, Fernandes, Diego Jardel e Tomas; Jobson e Tássio.


Por @felipaodf/Botafogodeprimeira.com