segunda-feira, 6 de julho de 2015

Duelo de opostos no Castelão



Imagem do RodrigoPimpaoOficial
O líder contra o vice-lanterna. Esse é o duelo programado para a noite dessa terça-feira (21h50) na Arena Castelão. De um lado o Botafogo, um visitante indigesto e do outro, o Ceará anfitrião. O confronto é válido pela 11ª rodada do Brasileirão Série B.

Jogando em casa na última rodada, o Fogão goleou o Sampaio Corrêa por 5 a 0 e recuperou a liderança em grande estilo. Essa vitória com o placar dilatado de certa forma serviu para apagar o vexame da derrota sofrida no jogo anterior, quando fomos amplamente dominados e levamos 4 gols do Macaé, no Moacyrzão e só conseguimos fazer 2. Com o sinal de alerta ligado, parece que o time começa a retomar o foco do início da competição quando, mesmo sem apresentar um futebol primoroso, perseguia a vitória na base da disposição. Nesse período, o time somou 20 pontos com 6 vitórias e 2 empates se mantendo invicto por 9 rodadas, liderando com folga a competição.

Como dissemos do post passado, esperamos ansiosamente a chegada da sexta-feira para que o time tivesse a chance de se redimir do mal resultado, ainda mais jogando diante da sua torcida. Só uma vitória convincente seria capaz de mudar o clima de desconfiança que poderia prejudicar a sequência do trabalho. Veja o que escrevemos: Hora de reagir pra voltar ao topo

Com a vitória sobre os maranhenses - que não foi tão fácil como sugere o placar, o Alvinegro somou 23 pontos e retomou a primeira posição do Paysandu, agora segundo colocado, com 22. Náutico (21) e América-MG (20) completam o G-4. 

Com o bom rendimento da equipe no jogo passado, após alguns ajustes na marcação a partir da metade do primeiro tempo, René Simões resolveu manter o time para o compromisso de hoje. Com isso, o jovem Luis Henrique, de 17 anos, que fez a sua estreia no time principal em alto estilo marcando dois belos gols e participando ativamente da partida com dribles, assistências e marcação, está confirmado como titular. Sua atuação foi uma grata surpresa - parece que ele tirou tudo de letra - mas só para quem não acompanhou a sua performance no time Sub-17 do Botafogo (vice- campeão da Copa do Brasil da categoria), quando marcou 14 gols em 10 jogos disputados. Nas entrevistas do pós-jogo, outro show de maturidade.

O goleiro Jefferson também voltou em alto nível e deu uma segurança extra ao time que andou muito inseguro lá atrás durante sua ausência. Carleto voltou bem depois de um mês ausente se recuperando de cirurgia no joelho. Marcou gol e aguentou o tranco dos noventa minutos tendo pela frente o arisco Pimentinha. Ajudado por Tomas, que também retornava ao time depois de longo tempo de banco, a missão foi cumprida afastando a possibilidade de reação do brioso time do Sampaio que investia com afinco pela esquerda. Outro destaque da partida foi o Luis Ricardo que retornava a sua posição de origem com a ausência de Gilberto. O lateral protagonizou vários lances de destaque no apoio e se mostrou mais eficiente na defesa. Conseguiu se redimir da péssima partida feita contra o Macaé quando, improvisado pela esquerda, falhou feio em três dos quatro lances de gol do adversário.

Além da atuação de gala de Luis Henrique, seu companheiro Rodrigo Pimpão também brilhou no ataque. Se movimentou bem em campo e marcou duas vezes se tornando o principal artilheiro alvinegro na competição, com 7 gols.

A dupla de zaga ainda bateu cabeça mas, juntamente com Giaretta, fizeram uma partida equilibrada após ajustes no sistema de marcação já que, no começo do jogo, o Sampaio foi avassalador e criou boas chances de gol. Arão manteve o nível, já Daniel Carvalho pecou na distribuição das jogadas e mostrou falta de agilidade pra criar situações de contra-ataques. Mesmo assim, conseguimos fazer cinco gols com certa facilidade.

O Ceará, tido no começo como um dos fortes candidatos a frequentar o G-4, vem muito mal na competição. No último compromisso, foi derrotado pelo Luverdense por 3 a 0 e não ganha desde a segunda rodada. Venceu apenas uma partida. Empatou duas, perdeu outras sete e ocupa a 19a. posição na tabela. Seu principal reforço para esse confronto estará às margens do campo. Trata-se do experiente técnico Geninho que chegou ao clube para tentar mudar essa situação. Outro fator que pode ajudar o time da casa é a presença da torcida. Com ingressos a 10 e 5 reais, espera-se um bom público para o jogo.

Os times devem ir à campo com as seguintes formações:

BOTAFOGO: Jefferson, Luis Ricardo, Roger Carvalho, Renan Fonseca e Carleto; Diego Giaretta, Willian Arão, Daniel Carvalho e Tomas; Rodrigo Pimpão e Luis Henrique;

CEARÁ: Tiago Campagnaro, Roniery, Sandro, Gilvan e Victor Luís; Baraka, Sandro Manoel, Ricardo Conceição e Ricardinho; Fabinho e Rodrigo Silva

É difícil saber qual a estratégia do time do René pra vencer mais essa partida, mas acredito que ele vá explorar o desespero do adversário, concentrando suas ações nos contra-ataques. Exercer uma marcação cerrada a partir do meio campo e criar espaços na frente com a flutuação de Pimpão e Luis Henrique.

Vamos aguardar...


Por @felipaodf/Botafogodeprimeira.com.br