quinta-feira, 28 de julho de 2016

Depois do Tanque detonar o Bragantino, Botafogo volta a pensar no Brasileirão





Botafogo vence o Bragantino e chega às oitavas de final da Copa do Brasil
(Montagem do Esporte Interativo)


Depois de bater o Bragantino por 1 a 0 com gol de Vinícius Tanque, na Arena Botafogo, pela Copa do Brasil, o Glorioso voltou aos treinos na quinta-feira visando a partida contra o Palmeiras, time treinado por Cuca e líder do Brasileirão.

No jogo de ida em Bragança Paulista, o Botafogo havia empatado o jogo por 2 a 2 e tinha a vantagem de poder empatar até por um gol no jogo do Rio. Mesmo assim, Gomes decidiu, pela primeira vez na competição, mandar a força máxima com algumas poucas mudanças em relação ao jogo contra a Chape e isso surtiu efeito na maneira como a equipe se comportou em campo. Partimos pra dentro do Bragantino desde o primeiro minuto de jogo e não saímos de cima até o apito final do árbitro.


Veja o que escrevemos no post de pré-jogo: Blog do FelipaoBfr: Botafogo recebe o Braga na Arena pra confirmar a c...


Com Renan Fonseca na vaga de Carli, o trio de volantes mantido, Neilton ao lado de Canales e Camilo voltando a flutuar pelo meio, o time manteve a pegada o tempo todo mas esbarrou na bem armada barreira bragantina formada por até oito homens à frente do goleiro - aquele Felipe da cavadinha do Loco Abreu.

Acompanhando o jogo aqui de longe pela TV e tuitando com os amigos alvinegros, escrevi (em 140 caracteres), quando já eram decorridos 30 minutos do 2o. tempo e o placar não tinha saído do zero:
- Tá na hora de lançar um elemento novo no time pra confundir a marcação dos caras... Talvez no lugar de um volante!

E logo depois:
- Entramos no momento mais perigoso do jogo, ou fazemos um gol rapidamente ou seremos obrigados a segurar o empate, o que é terrível! (em se tratando da sempre traumática participação do Botafogo na Copa do Brasil, para o torcedor alvinegro).

Isso porque, na toada em que ia a partida e sem um fato novo que pudesse mudar o panorama, era certo que iríamos passar sufoco nos 10 minutos finais do jogo por esse histórico dramático do clube na competição. A essa altura bastava um golzinho do Braga pra nos roubar a vaga na tão sonhada oitavas de final que valia prestígio e muita grana (660 mil).

Daí Gomes lançou, mesmo que tardiamente, Salgueiro no lugar de Bruno Silva que, depois de errar passes fáceis durante o jogo, deixou o gramado sob vaias da torcida. Pouco depois foi a vez de Tanque entrar no lugar do apagado Canales que lutou muito mas deixou a impressão que ainda vai demorar um pouco pra nos convencer que a longa espera por ele valeu a pena.

Com a primeira modificação o time ganhou mais qualidade e movimentação acendendo a esperança do torcedor alvinegro que queria fazer festa na arquibancada da Arena; e com a segunda, o elemento surpresa que faltava. Tanto que no primeiro lance de Vinícius, o jovem atacante penetrou pela direita, recebeu uma bela assistência de Neilton na entrada da área e tocou na saída do goleiro para marcar o gol único da partida. Foi o primeiro gol dele nos profissionais, na primeira vitória do Botafogo na Arena.


Reveja o gol de Vinícius Tanque e a resenha do pós-jogo da BotafogoTV




Depois do gol e da classificação assegurada, retuitei a postagem de um amigo torcedor:
- Botafogo tanque ser campeão dessa Copa do Brasil...

Cabe registrar que Camilo, diferentemente do posicionamento contra a Chape, voltou a coordenar as jogadas pelo meio com categoria, municiando o ataque alvinegro. O camisa 10 se tornou, em pouco tempo de clube, o principal homem de criação da equipe, das bolas paradas e das boas finalizações em gol. Camilo quase deixou o dele em cobrança de falta que carimbou o travessão.

Atuando mais atrás um pouco, dando o suporte à zaga que faltou no último jogo, tivemos a volta do Airton, combativo como sempre e com boa saída de bola. Lúcido e forte na marcação, o jogador raramente erra passes diferentemente de seus companheiros de posição. Pela atuação, o jogador foi ovacionado pela torcida ao dar lugar à Dierson quase ao final do jogo.


Tabela do G-4 e G-4 do Brasileirão após à
16a. rodada 
(Gráfico Gazeta Esportiva)
Agora, é aguardar o sorteio dos confrontos das oitavas de final na próxima terça-feira e saber quem o Botafogo vai encarar na próxima fase: Corinthians, Grêmio, Atlético-MG, Palmeiras e São Paulo, Internacional, Cruzeiro ou Santos. Com certeza o bicho vai pegar!

Voltando os olhos para o Brasileirão quando o Bota enfrenta o Palmeiras de Cuca no domingo, as perspectivas são boas já que não tivemos nenhuma baixa no jogo contra o Bragantino, o que já é um alívio para a montagem da equipe.

Dos jogadores entregues ao DM, Jefferson continua sua rotina diária de recuperação; Sassá e Leandrinho estão na chamada fase de transição; e Pimpão deve treinar nesta sexta-feira com o grupo. O zagueiro Carli foi poupado contra o Bragantino e não deve ser problema pra domingo. Com isso, a expectativa é que tenhamos força máxima em campo contra o líder, o que aumenta as esperanças do torcedor alvinegro, que deve lotar a Arena no domingo, de um bom resultado no domingo. Até porque outro resultado seria danoso às nossas pretensões, já que com a derrota para a Chape no último fim de semana, permanecemos com 17 pontos e voltamos à zona de rebaixamento ocupando a 17a. posição.




Saudações a todos e fiquem à vontade para comentar.


Por @FelipaoBfr/Botafogodeprimeira.com