sábado, 10 de setembro de 2016

Mesmo com desfalques importantes, Bota encara o Cruzeiro pensando em vitória no Mineirão




Chamada do jogo entre Botafogo e Cruzeiro, 
domingo, no Mineirão (BotafogoOficial)
Depois de vencer o clássico contra o Fluminense (1 a 0) na última quarta-feira, na Arena da Ilha, o Botafogo já está em Belo Horizonte onde enfrenta o Cruzeiro neste domingo, às 16h, no Mineirão, pela 24a rodada do Campeonato Brasileiro.

A última vez que o Botafogo enfrentou o clube mineiro foi em 1o. de setembro no jogo de ida pelas oitavas da Copa do Brasil, no Rio, e foi goleado por 5 a 2. O rendimento do time alvinegro foi muito abaixo do esperado. A nossa defesa entregou pelo menos três gols aos adversários e, praticamente decretou o nosso destino na competição. O jogo de volta - o terceiro entre os dois clubes em setembro - será no dia 21, em Belo Horizonte e o Bota precisaria vencer com diferença de quatro gols.

Já no jogo de domingo, pelo Brasileirão, teremos uma disputa de iguais com leve vantagem para os mineiros por jogarem em casa contra um Botafogo desfalcado e com dificuldades na escalação. Na competição, ambos deixaram recentemente a zona do rebaixamento e estão em franca ascensão técnica. Esse confronto é o segundo dos três previstos para esse mês entre as equipes e, de longe, é o mais importante para o Bota por representar uma briga direta por posições na tabela. O Alvinegro está em 10o. lugar com 32 pontos, enquanto a Raposa ocupa a 12a. posição, com 29.

Provando o bom momento dos times na competição, de 15 pontos possíveis o Bota fez 12 nas últimas cinco rodadas. Venceu o São Paulo (1x0) e o Sport (3x0), perdeu para o Atlético-PR (1x0) e voltou a vencer o Grêmio (2x1) e Fluminense (1x0) no clássico carioca de fim de semana, o que dá um rendimento de 80% sob o comando de Jair. Já o Cruzeiro, de 15 fez 11 pontos. Empatou com o Corinthians (1x1) e o Coritiba (2x2) e depois venceu o Figueirense (2x1), o Santa Cruz (2x0) e o América-MG (2x0) no clássico mineiro do fim de semana, com rendimento de 73%.


Primeira página da tabela do Brasileirão após a 
23a. rodada com o Botafogo na 10a. posição 
Transcorridas 23 rodadas, o Botafogo tem nove vitórias, cinco empates e nove derrotas - índice de aproveitamento de 46,3%. Restando 15 rodadas para o final e 45 pontos em disputa, o Glorioso precisa fazer mais 14 (4v+2e) e chegar a 46 para se livrar matematicamente do descenso - principal objetivo do clube na competição.

Pelo primeiro turno, em 01/06, recebemos o adversário no Mané Garrincha, em Brasilia, em jogo válido pela 5a. rodada. Fomos derrotados por 1 a 0. O time confuso escalado por Gomes envergonhou os  torcedores alvinegros naquela noite chuvosa de quarta-feira - os que estavam no estádio como eu e os amigos de camisa espalhados pelo Brasil. O mando era nosso mas quem tomou conta da partida foram eles, principalmente no primeiro tempo quando o Alvinegro foi colocado na roda e só não desceu para o intervalo com uma goleada por pura sorte. Assim descrevemos a atuação da equipe no post de pós-jogo, veja: Blog do FelipaoBfr: Nos perdoe, Mané...


O Botafogo vem de uma vitória magra (1 a 0) contra o Fluminense na última rodada que o afastou ainda mais da zona de rebaixamento. Somou 32 pontos, botou frente de cinco pontos sobre o Figueirense - primeiro time do Z-4 - e colou no adversário que permaneceu com 34 pontos, na 8a. posição.

Veja o que escrevemos sobre essa vitória e a preparação da equipe para enfrentar a Raposa no domingo: Blog do FelipaoBfr: Arrocha, Fogão! O time enCAIXA e vence mais uma na...


Antes da viagem para Belô, o grupo fez um trabalho específico na manhã de sábado em GS sem registros da imprensa. Com muitos problemas de ordem médica no elenco, Jair Ventura não revelou a equipe que enfrenta o Cruzeiro.

Sem poder contar com Jefferson, Rodrigo Lindoso, Luis Ricardo e Fernandes, Jair ganhou mais um problema com a confirmação da baixa de Airton que sente dores na coxa e não viajou com o grupo. Em compensação, Carli, Dudu Carense e Sassá que foram poupados, tem presenças confirmados para o jogo.

Desde que assumiu o comando técnico da equipe no começo do returno, Jair Ventura vem impondo seu estilo de trabalho mais dinâmico, tanto nos treinos como à beira do campo. Apesar de manter a formação básica e o esquema tático utilizada por Ricardo Gomes - um 4-3-1-2, clássico -, o Botafogo de Jair fica menos tempo com a bola, troca menos passes durante as partidas mas é muito mais efetivo no ataque e consistente na defesa (apesar de ter levado 5 gols do próprio Cruzeiro naquele jogo fatídico considerado por todos como um ponto fora da curva. Vamos ver hoje, no Mineirão). 


Chamada do jogo entre Botafogo e Cruzeiro,
domingo, no Mineirão (BotafogoOficial)
Sendo assim, as alternativas para a composição do trio de volantes passam pelos jovens Dierson e Bochecha do time sub-20 que podem ganhar uma chance ao lado de Dudu Cearense e Bruno Silva. Existe ainda a possibilidade da improvisação de Diego Barbosa pelo meio, como fez no 2o. tempo do último jogo, com Vitor Luis ocupando a lateral esquerda. Na direita, há dúvidas sobre a efetivação do jovem Diego, que teve uma atuação razoável contra o Flu mas é considerado inexperiente para assumir a condição de titular. O zagueiro Emerson, que volta de suspensão, pode ser improvisado na posição. O restante da equipe deve ser mantida com: Sidão, Diego (Emerson), Carli, Emerson Silva (Emerson) e Diogo Barbosa; Bochecha (Victor Luis ou Dierson), Bruno Silva, Dudu Cearense e Camilo; Neilton e Sassá.

Com tudo, o time seguiu confiante para Belo Horizonte apostando no espírito combativo e na inteligência aplicada nos últimos jogos para voltar ao Rio com os três pontos, mesmo enfrentando um adversário categorizado em seus domínios que conta com a volta de Sóbis e a efetividade do argentino Ramón Ábila no ataque, que já marcou nove gols em 11 jogos desde que chegou ao Cruzeiro.


Clique e veja a tabela de classificação completa e os próximos jogos do Botafogo pelo Brasileirão: http://felipaodf.blogspot.com.br/p/classificacao-carregando.html


FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO X BOTAFOGO

Local: Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Data: 11 de setembro de 2016, domingo
Horário: 16 horas
Árbitro: Rafael Traci (PR)
Assistentes: Bruno Boschilia (PR) e Luciano Roggenbaum (PR)

CRUZEIRO: Rafael, Lucas, Bruno Rodrigo, Manoel, Edimar, Henrique, Ariel Cabral, Robinho, Arrascaeta, Rafael Sóbis e Ramon Ábila
Técnico: Mano Menezes.

BOTAFOGO: Sidão, Diego, Joel Carli, Emerson Santos e Diogo Barbosa; Victor Luís (Diérson), Dudu Cearense, Bruno Silva e Camilo; Neilton e Sassá
Técnico: Jair Ventura

Desfalques: Jefferson, Lindoso, Luis Ricardo, Fernandes e Airton (DM)
Pendurados: Carli, Sassá, Airton, Fernandes, Renan Fonseca, Victor Luis e Aquino

Uma pergunta: Será que a CAIXA finalmente encaixa com o Fogão e vai estampar a sua marca na camisa Mais Gloriosa do Brasil?

Saudações a todos e fiquem à vontade para comentar.