sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Botafogo busca a reabitação contra o líder Palmeiras em São Paulo




Balanço dos 51 confrontos entre Palmeiras e Botafogo (Premier)
Depois da derrota inesperada para Chapecoense em casa na noite de quarta-feira, os jogadores alvinegros se apresentaram no dia seguinte em General Severiano para regeneração dos titulares e treinamentos específicos dos suplentes.

O grupo voltou a trabalhar coletivamente nesta sexta, dessa vez longe das vistas da imprensa, visando o próximo compromisso contra o Palmeiras que lidera o campeonato, no próximo domingo (17h) em São Paulo, pela 36a. rodada do Brasileirão.

Além do time ter caído acentuadamente de produção nas últimas rodadas, de ter perdido a invencibilidade que mantinha há sete jogos, do ataque não marcar um gol por três partidas seguidas e da zaga ter voltado a bater cabeça contra a Chape - tomou o primeiro gol de cabeça no meio da área e cedeu o contra-ataque no segundo -, Jair não terá muitas armas para reverter esse quadro contra o Verdão mas tudo é possível já que o adversário, empolgado e diante de sua torcida, vai vir pra cima com tudo e pode deixar espaços a serem explorados. No primeiro turno, na Arena Botafogo, vencemos com autoridade por 3 a 1, com dois gols de Neilton e outro de Camilo.

No jogo contra a Chape, esperávamos que o time tomasse as rédeas da partida desde o começo e vencesse o jogo, mas o que se viu foi uma equipe sem coordenação entre as linhas, jogadores abusando de firulas sem nenhuma objetividade e abusando dos passes errados do que se aproveitou a Chapecoense pra vencer o jogo com méritos, atuando cautelosamente, com obediência tática e explorando os contra-ataques como estávamos acostumados a ver o próprio Botafogo no início do returno. Veja quais eram as expectativas para esse jogo na nossa resenha e o tamanho da nossa frustração: Blog do FelipaoBfr: Com a formação que for, Bota precisa sufocar a Cha...


Se depois de passar dez dias treinando o técnico ainda foi para o jogo contra com dúvidas sobre qual esquema utilizar e tomo um 2 a 0 com facilidade, para o jogo de sábado contra o líder as dúvidas se ampliam já que não contará com o Aírton e Vitor Luís, suspensos, e Bruno Silva que, com virose, desfalcou o time no último sábado e não treinou com o grupo.

Em compensação, Sassá cumpriu suspensão e volta a ficar à disposição. Se por um lado a volta do artilheiro do time na competição é festejada pelos torcedores, já que o ataque não tem sido efetivo nos últimos jogos, a sua volta implica na saída de um dos atacantes que vinham jogando. Nesse caso, Neilton e Pimpão ficariam ameaçados caso Jair se incline por um esquema mais cauteloso com dois atacantes - o que é recomendável.

Para a vaga de Aírton, Dudu Cearense surge como favorito para começar o jogo apesar de não ter sido a opção para suprir a ausência de B. Silva contra a Chape - o volante não começou e nem foi utilizado durante o jogo. Com o impedimento de Victor Luís a opção é a volta de Diogo Barbosa à sua posição de origem já que teve atuação apagadíssima como meia contra a Chape.

Se Bruno Silva puder jogar, o problema de Jair parece resolvido se optar pela volta do esquema com três volantes que vem sendo utilizado com sucesso na maioria dos jogos. As outras opções para a posição seriam Dierson e Fernandes que não são utilizados a muito tempo e parecem descartados.

Fora disso, Jair terá que se reinventar como afirmou nas entrevistas da semana. E as opções são: a formação com os três atacantes que não funcionou contra o Coritiba e seria um risco utilizá-la nesse jogo e a com dois meias, com a entrada de Leandrinho ou Yaca Nunez ao lado de Camilo, que foram utilizadas durante o último jogo sem resultados práticos.

Sem tempo para testar essas opções, o mais provável é que Jair mande a campo a seguinte formação: Sidão, Alemão, Carli, Emerson, Diogo Barbosa; Rodrigo Lindoso, Dudu Cearense, Bruno Silva (Sassá), Camilo; Neilton e Rodrigo Pimpão (Sassá).


Tabela atualizada no fechamento da 35a. rodada. Botafogo permanece
 na 5a. posição (SporTV)
Analisando a tabela após o encerramento da 35a. rodada, vemos que o prejuízo do Botafogo com a derrota para a Chape foi minimizado já que os concorrentes diretos a uma vaga no G6 não venceram.

Com 55 pontos, o Glorioso permanece na 5a. colocação com três pontos à frente do Atlético-PR, seu principal perseguidor, que empatou na rodada com o Fluminense, soma 52 pontos e ocupa a 6a. posição. Quanto aos outros concorrentes, o Corinthians não passou de um empate contra o Figueirense, somou 51 pontos e está na 7a. colocação. O mesmo aconteceu com o Grêmio que empatou com o São Paulo e ocupa a 8a. posição com 50. A seguir, na nona e décima posição vêm o Flu e a Chapecoense com 49 pontos.


Clique e veja a tabela de classificação completa e os próximos jogos do Botafogo pelo Brasileirão: http://felipaodf.blogspot.com.br/p/classificacao-carregando.html


Campanha dos times no 2o. turno do Brasileirão (SporTV)
Com a derrota inesperada para a Chape, o Alvinegro passou a ter a terceira melhor campanha do returno, abaixo apenas do Santos (34) e do Palmeiras (35) que lideram a competição. Com 32 pontos somados em 16 jogos, o aproveitamento que era de 71,1% caiu para 66,6%. São 10 vitórias, 2 empate e 4 derrotas nessa fase. Já, se tomarmos por base todos os 35 jogos disputados no campeonato, o aproveitamento passa para 52,4%, com 16 vitórias, 7 empates e 12 derrotas. O Botafogo ainda tem pela frente o Palmeiras (f), a Ponte Preta (c) e o Grêmio (f) para melhorar o seu rendimento e garantir a classificação para a Libertadores.

Com relação as vagas no torneio continental, Palmeiras, Santos, Flamengo e Atlético-MG já estão classificados. Já o Botafogo viu suas suas chances, que eram de 92,9% antes da derrota, serem reduzidas para 86% mas bem à frente do CAP (60%), Corinthians (33%), Grêmio (15%), Chapecoense (3%) e Fluminense (2%), seus concorrentes diretos na disputa.


Saudações a todos e fiquem à vontade para comentar.


 Por @FelipaoBfr/Botafogodeprimeira.com