sábado, 6 de maio de 2017

Após a derrota inesperada na Libertadores, Botafogo se prepara para os desafios do Brasileirão





Botafogo estreia no Campeonato Brasileiro contra o Grêmio,
dia 14, em Porto Alegre (Internet)
Fora da disputa das finais do Cariocão, fato comemorado por grande parte dos torcedores nas redes sociais em razão do acúmulo de compromissos do clube nas últimas semanas, e sem mais compromissos pelas outras duas competições desse início de temporada - Libertadores e Copa do Brasil - o Botafogo ganhou onze dias de "descanso" até a sua estreia no Campeonato Brasileiro contra o Grêmio de Renato Gaúcho, dia 14, lá no sul.

Esse longo período sem jogos está sendo utilizado pelo clube para a recuperação dos lesionados (que não são poucos), aprimoramento técnico e recondicionamento físico dos jogadores visando o restante da temporada que se mostra duríssima com jogos em sequência nas três disputas em que o clube está envolvido. Para se ter uma ideia, veja os jogos programados para a segunda quinzena de maio:

- 14/05 CAMPEONATO BRASILEIRO (19:00)

GRE × BOT

- 18/05 TAÇA LIBERTADORES (21:45)

BOT × ANA

- 21/05 CAMPEONATO BRASILEIRO (16:00)

BOT × PON

- 25/05 TAÇA LIBERTADORES (21:45)

EST × BOT

- 28/05 CAMPEONATO BRASILEIRO (19:00)

BOT × BAH

- 31/05 COPA DO BRASIL (21:45)

SPO × BOT


Jogos que faltam no Grupo 1 da Libertadores (SporTV)
A última vez que o time entrou em campo foi na terça-feira passada (02) no Estádio Nilton Santos. Na oportunidade, enfrentou o Barcelona de Guayaquil pela 4a. rodada do Grupo 1 da Libertadores e não foi nada bem. Com uma escalação considerada ousada bancada por Jair - dois volantes, um meia e três atacantes -, com a qual o time nunca havia jogado, o que se viu foi uma equipe insegura e desequilibrada em suas linhas, facilitando as coisas para o adversário com quem o Bota disputava a liderança do Grupo e a classificação antecipada à próxima fase. Antes um time organizado e ciente das suas qualidades e limitações, principalmente nos últimos dois compromissos fora de casa, resolveu abandonar as suas características e sucumbiu diante de uma equipe sabidamente astuta.

A frustração da torcida com o resultado foi grande assim como a sua presença no estádio. Cerca de 34 mil torcedores atenderam ao chamado do clube e, com o super-escudo 3D, escudos de mão e fogos de artifício, fizeram festa para receberem os jogadores no Niltão. No final, resignados com o mal dia da equipe, aplaudiram o time também na saída de campo em reconhecimento a bela campanha que vem fazendo no torneio. Essa mesma torcida viu o time atuar na semana anterior pela Copa do Brasil e vencer o Sport de virada (2 a 1), com um jogador a menos e o placar adverso desde o começo do jogo.  


Tabela atualizada após a terceira rodada Grupo 1 (SporTV)
Com os resultados da 4a. rodada, o Botafogo perdeu a invencibilidade em casa e também o primeiro posto na tabela, justamente para o Barcelona, nosso principal adversário na disputa. Com isso os equatorianos assumiram a liderança isolada do Grupo 1 com dez pontos enquanto o Glorioso ocupa agora a segunda posição com sete.

Os dois outros concorrentes somam três pontos cada um faltando dois jogos para o término dessa fase. O Atlético Nacional ocupa a terceira posição e o Estudientes a quarta, ainda com chances de classificação. Para o Botafogo, restam duas chances para garantir a passagem à próxima fase. Basta vencer um dos jogos que restam, em casa contra o Atlético Nacional ou fora contra o Estudiantes. Mesmo desperdiçando a primeira chance com a derrota para o time equatoriano, ainda resta ao Alvinegro 85% de chances de classificação.

Sobre o jogo contra o Barcelona (clique e veja: Chegou a hora de abraçar o time na busca pela classificação...) havíamos escrito no post de pré-jogo: "Tem sido assim na Libertadores e tudo indica que a pegada será repetida hoje contra os equatorianos. E tem que ser assim já que o adversário é um time rápido, joga preferencialmente nos contra-ataques e a atenção deve ser constante para se evitar surpresas no Niltão"... E mesmo assim, fomos surpreendidos. Infelizmente Jair teve que "comemorar" o seu 50o. jogo (*) à frente do Fogão com uma derrota que por muito tempo será lamentada, tanto pela forma como foi construída desde a escalação equivocada do treinador como pela má atuação de alguns de seus jogadores como Gatito, os dois Emersons, Carli, Airton depois que foi advertido com cartão, Camillo, Pimpão, Sassá e quem mais entrou para substituí-los.

(*) JAIR VENTURA NO BOTAFOGO: 

50 JOGOS
27 VITÓRIAS
9 EMPATES
14 DERROTAS
65 GOLS PRÓ
45 GOLS CONTRA
60% DE APROVEITAMENTO

O time levou um gol de contra-ataque logo aos 7 minutos de jogo. Ayoví tocou na saída de Gatito após penetrar nas costas de Emerson Santos (que havia ido ao ataque e não voltou) e vencer Carli na corrida com extrema facilidade. Os erros de posicionamento se acumulavam e aos 23 minutos a zaga bateu cabeça de novo, dessa vez com Emerson Silva. Além disso, Gatito saiu precipitadamente do gol e facilitou a vida de Jonatan Álvarez que ampliou a vantagem equatoriana para 2 a 0.

Camilo jogou grande parte do primeiro tempo contundido e não voltou do intervalo. Surpreendentemente, Jair veio com Roger no lugar do meia quando poderia recompor as linhas com a entrada de Lindoso, Fernandes ou M. Fernandes o que complicou mais ainda o esquema e o posicionamento dos jogares. Em várias oportunidades vimos Roger tentando armar as jogadas para os atacantes, obviamente, sem êxito já que não tem capacidade para isso. A essa altura, contávamos com quatro atacantes, dois volantes e nenhum meia de armação. João Paulo se desdobrava para tentar tapar os buracos, mas a confusão era tanta que não teve mais jeito.


O check-in para o próximo compromisso contra o Atlético

 Nacional pela Libertadores, está aberto para os sócios-

torcedores (Botafogo Oficial)
Para o confronto diante do Atlético Nacional em casa dia 18, Airton e Marcelo estarão fora cumprindo suspensão. Em compensação, Bruno Silva, que cumpriu suspensão e fez muita falta ao time, volta.

O Botafogo tem plenas condições de se classificar para a próxima fase já que depende exclusivamente de suas forças. O time precisa chegar as oitavas de final para coroar a bela campanha que vem fazendo desde a Pré-Libertadores, quando deixou para trás adversários tradicionais na competição.

Já para o compromisso contra o Grêmio pelo Brasileirão, Montillo deve reaparecer na equipe. O meia argentino já está recuperado de lesão e deve ser o grande reforço da equipe para esse início de campeonato. Outro que deve estar de volta é o meia Leandrinho que já cumpriu o período de transição. Apesar de já terem iniciado os treinamentos com o grupo, Luis Ricardo e Jefferson ainda não tem previsão de volta, lembrando que nenhum dos dois está inscritos na Libertadores ainda.

Joel Carli,  Emerson Silva e Camilo que deixaram o campo no último jogo com problemas musculares tem situações diversas. Camilo teve uma contratura leve e, com os dias que restam até o compromisso contra o Grêmio, pode recuperar à condição de jogo. Emerson não deve ser problema enquanto Carli passa a ser dúvida, já que sentiu o músculo posterior da coxa esquerda, iniciou o tratamento e não treinou com o grupo essa semana.

Esse é o balanço do pós-jogo. Os jogadores ganharam folga no fim de semana e voltam às atividades na segunda-feira para trabalharem novas situações de jogo e corrigirem erros cometidos no último compromisso.


Saudações a todos e fiquem à vontade para comentar.


 Por @FelipaoBfr/Botafogodeprimeira.com