sábado, 27 de maio de 2017

Depois de terminar a fase de grupos em primeiro, BOTAFOGO muda o foco e recebe o Bahia no Nilton Santos





De volta ao Brasileirão! Domingo temos outro jogo importante
na temporada. Foco total em mais três pontos! 
(Botafogo de Futebol e Regatas)
Com a tranquilidade de quem já estava classificado para a próxima fase da Conmebol Libertadores Bridgestone, o Botafogo foi à Buenos Aires encarar o Estudientes na última partida das equipes na fase de grupos e saiu derrotado no estádio Centenário de Quilmes.

O Alvinegro buscava a primeira colocação no Grupo 1 para ter vantagens de decidir o confronto das oitavas (sistema mata-mata) em casa e não ter que cruzar com os primeiros colocados dos outros grupos. E ela veio mesmo com a derrota por 1 a 0. Com os mesmos 10 pontos do Botafogo e um gol a mais a seu favor, o Barcelona defendia a liderança contra o Atlético Nacional na Colômbia enquanto os alvinegros tentavam o feito contra os argentinos. Por sua vez, os adversários buscavam a posição de terceiro colocado que lhes daria uma vaga na Copa Sul-Americana. Pois bem, o Barcelona foi derrotado por 3 a 1 e o Botafogo perdeu por 1 a 0. Essa combinação inusitada de resultados foi o bastante para dar a liderança do grupo ao time alvinegro e vaga na Sul-Americana ao time de Verón.


Times classificados para as oitavas de final da Libertadores.
 À esquerda Pote 1 e à direita o Pote 2 (Arte: FoxSports)
Como induz o resultado adverso, as coisas andaram feias para o lado do Glorioso. Desfalcado de Rodrigo Pimpão e Camilo, o Botafogo não fez uma boa partida e quase não ameaçou o time argentino. Com a entrada de Gilson na vaga de Camilo que foi poupado, Jair pôs em prática a alternativa que vinha utilizando no decorrer das últimas partidas, sempre que possível: a estrada do lateral com a função de fechar o meio, dobrar a marcação sobre o extremo e agilizar a transição para o ataque. Tudo numa parceria com Victor Luis como fez várias vezes com Diogo Barbosa na campanha do ano passado. Porém, nessa oportunidade, a experiência com Gilson começando jogo não produziu os resultados esperados. Apesar do esforço do jogador, o time não fluiu com essa formação. Não melhorou a transição entre as linhas e nem criou situações de ataque que levassem perigo ao gol adversário. Para piorar as coisas, Jair perdeu a possibilidade dos contra-golpes com Guilherme preso pela direita sem nenhuma inspiração.

A melhor alternativa na visão do torcedor teria sido a entrada de Airton (ninguém sabe até agora porque o jogador não foi utilizado) ao lado de Lindoso e Bruno Silva compondo a segunda linha de contensão com João Paulo flutuando pelo meio como faz o Camilo quando está em campo. Essa era a formação preferida do torcedor.


Veja no nosso post de pré-jogo: Botafogo visita o Estudiantes buscando o primeiro lugar do grupo...).


Com ela, teríamos testado o meia/volante JP no setor de criação que anda em baixa em razão do rendimento pífio de Camilo e as ausências de Montillo e Leandrinho que passam muito tempo do DM. Contudo, o desejo é que o treinador tenha absorvido as lições do jogo e possa buscar a melhor formação da equipe já que teremos compromissos cada vez mais difíceis pela frente, no Brasileirão, Copa do Brasil e Libertadores, as duas últimas em sistema mata-mata em que uma derrota num mal dia pode significar o fim da linha nas competições.



Veja os resultados dessa quinzena e os compromissos que ainda temos pela frente:

- 14/05 CAMPEONATO BRASILEIRO (19:00)

GRE 2×0 BOT

- 18/05 TAÇA LIBERTADORES (21:45)

BOT 1×0 ANA

- 21/05 CAMPEONATO BRASILEIRO (16:00)

BOT 2×0 PON

- 25/05 TAÇA LIBERTADORES (21:45)

EST 1×0 BOT

- 28/05 CAMPEONATO BRASILEIRO (19:00)

BOT × BAH

- 31/05 COPA DO BRASIL (21:45)

SPO × BOT


Sufocado em seu próprio campo, o Botafogo sofreu um gol de Solari, aos 24  minutos, após cruzamento da esquerda que a zaga alvinegra não cortou. Aproveitando o ensejo do último jogo de seu time na Libertadores desse ano, o meia Juan Sebastian Verón, com 42 anos, se despediu da carreira vitoriosa de jogador para se dedicar exclusivamente ao cargo de presidente do clube.

O Botafogo voltou para o segundo tempo com uma inversão no posicionamento entre Gilson e V. Luis. O primeiro passou a atuar de lateral enquanto Vitor passou a ocupar uma posição mais adiantada, variando para o meio. O time melhorou um pouco mas quem esteve perto de marcar foi o Estudiantes. Nenhuma alteração introduzida por Jair mudou o panorama do jogo. O volante Fernandes e o atacante Joel entraram mas a produção do ataque permaneceu próxima de zero até o final do jogo.


Segunda parte da tabela do Brasileirão, atualizada após o
término da 2a. rodada (Arte: SporTV)
Contra a Ponte, no domingo passado, tivemos a estreia do lateral-direito Arnaldo interrompendo um longo ciclo de improvisações na posição. O lateral começou o jogo meio confuso no posicionamento e arriscando pouco nas subidas ao ataque. Mesmo assim, mostrou força e velocidade e pode nos ajudar muito no restante da temporada.

Neste domingo, contra o Bahia, a sua presença é dada como certa assim como a inscrição na Libertadores onde só voltaremos a jogar em agosto após o sorteio dos confrontos programado para o dia 14 de junho.

Pelo Brasileiro, jogamos duas vezes. Fomos derrotados na Arena pelo Grêmio  (2 a 0) na estreia e nos recuperamos vencendo a Ponte Preta (2 a 0) no estádio Nilton Santos no domingo passado. Desta forma, somamos os primeiros três pontos, o aproveitamento foi a 50% e ocupamos agora a 13a. posição na tabela.

O time voltou ontem de Buenos Aires e fez um apronto leve no sábado à tarde fechado à imprensa, quando Jair decidiu o time que entra em campo mas não revelou a escalação. A tendência é que o treinador mande a força máxima a campo já que jogamos em casa e precisamos pontuar no Brasileiro mesmo tendo um compromisso decisivo na quarta-feira que vem contra o Sport no jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil. O Botafogo venceu em casa por 2 a 1, de virada, e vai em busca do resultado que lhe interessa em Recife para passar de fase. O empate nos serve.

Sem baixas no último jogo, com as voltas confirmadas de Camilo e Pimpão, e Bruno Silva com efeito suspensivo conseguido ontem à noite pelo clube, poderemos ver em campo a seguinte formação: Gatito, Arnaldo, Carli (Marcelo) e Igor Rabello e Victor Luis (Gilson); Airton (Lindoso), Bruno Silva, João Paulo e Camilo; Pimpão e Roger. É esperar para ver.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO X BAHIA


Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 28 de maio de 2017 (Domingo)
Horário: 19h (de Brasília)
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (Fifa-PR)
Assistentes: Bruno Boschilia (Fifa-PR) e Victor Hugo Imazu dos Santos (PR

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Arnaldo, Joel Carli, Igor Rabello e Víctor Luís; Aírton (Rodrigo Lindoso), Bruno Silva, João Paulo e Camilo; Rodrigo Pimpão e Roger
Técnico: Jair Ventura

BAHIA: Jean, Eduardo, Tiago, Lucas Fonseca e Matheus Reis; Renê Júnior, Edson, Régis, Agustín Allione e Zé Rafael; Edigar Junio
Técnico: Guto Ferreira
Saudações a todos e fiquem à vontade para comentar.


 Por @FelipaoBfr/Botafogodeprimeira.com