terça-feira, 20 de junho de 2017

Depois de bater a Chape em grande estilo e com Jefferson relacionado para o jogo, Botafogo encara o Vasco de olho no G-4





Logo mais tem clássico em nossa casa! Pra cima, FOGO!
#VamosGanharFogo (Botafogo de Futebol e Regatas
Depois da excelente vitória de 2 a 0 sobre a Chapecoense na Arena Condá domingo passado, o Botafogo fez, ontem à tarde, o último treino antes do clássico contra o Vasco marcado para a noite desta quarta-feira (21h) no Nilton Santos. O goleiro Jefferson foi relacionado para o jogo depois de 13 meses afastado por lesão.

Após quatro jogos sem vencer no Brasileirão, o triunfo conseguido sobre a Chape (5a. colocada) tirou um peso enorme das costas dos alvinegros. Pressionado por conta dos últimos resultados, frequentando a parte baixa da tabela (12o. colocado), jogando fora de seus domínios e ainda desfalcado de jogadores importantes como Camilo e Airton, o time carioca mostrou personalidade e bateu o equipe treinada por Mancini em Chapecó, coisa rara de acontecer. Muito questionados pela má fase que vinham atravessando, os atacantes Roger, aos 28 minutos do 1ºT e Rodrigo Pimpão, aos 8 minutos do 2ºT , marcaram para o Botafogo.


Roger abriu o placar na vitória de 2 a 0 sobre a Chape na
Arena Condá (Canal FoxSports)
A façanha foi conseguida quatro dias após o resultado frustrante de Salvador. Na noite de quarta-feira, o Bota não passou de um empate (2 a 2) contra o Vitória no Barradão, deixando escapar os três pontos que pareciam certos.

Melhor no começo do jogo, o time carioca saiu na frente e construiu uma vantagem de dois gols ainda no primeiro tempo. No segundo o cansaço bateu e, sem opções no banco, o time carioca foi murchando no jogo. Por sua vez, o Vitória reagiu, conseguiu a igualdade no marcador e quase virou o jogo no final. Bruno Silva marcou os gols para o Glorioso (aos 30' e 41'/1o.T), enquanto Gabriel Xavier (4'/2o.T) e Kieza (30'/2o.T) anotaram para a equipe baiana.

Na semana anterior, contra o Coritiba no Niltão, o Botafogo já havia tentado a vitória com todas as suas forças mas esbarrou num adversário muito bem estruturado em campo que, com a ajuda de uma arbitragem capciosa, teve a vida facilitada na busca de um bom resultado.

Além do árbitro, Rildo pelo lado do visitante e Joel Carli pelo lado do visitado, foram os personagens no jogo disputado no horário das 11h. Logo aos seis minutos, o atacante do Coxa invadiu a área, foi atropelado por Carli e a arbitragem assinalou pênalti. Kleber Gladiador bateu muito bem e abriu o placar. Como mandante, o Botafogo não se intimidou com o jogo ousado do adversário e foi atrás do prejuízo. Aos 22, Roger aproveitou combinação entre Gilson e João Paulo para completar para as redes e deixar tudo igual no placar.

Na volta do intervalo, o Coritiba pulou na frente outra vez. O mesmo Rildo desceu em velocidade pela esquerda, entrou na área, perdeu o controle da bola e, antes que essa saísse pela linha de fundo, se enroscou de propósito nas pernas de Carli que vinha para o combate. Iludido pelo atacante, o árbitro marcou pênalti novamente. Henrique Almeida foi para a bola e chutou colocado, sem chance para Gatito Fernández. Transtornado com as decisões do árbitro, o zagueiro Carli se lançou ao ataque e tanto tentou que conseguiu o gol de empate. Aos 20, João Paulo levantou na área, o zagueiro recebeu e soltou o pé para igualar o placar em 2 a 2 que ficou inalterado até o final.


Tabela atualizada após a 8a. rodada do Brasileirão. O Botafogo
ocupa a 7a. posição com 12 pontos. (Arte: SporTV)
Com a primeira vitória fora de casa, o Bota, que estava em 12o. com 8 pontos, deixou a segunda parte da tabela e assumiu a 7a. posição, com 12 pontos. O aproveitamento que era de 44% passou para 50%, com três vitórias (duas em casa e uma fora), dois empates (um fora e outro em casa) e duas derrotas fora. O rendimento do nosso ataque que era muito baixo em relação aos dez primeiros colocados (5 gols, saldo de -2) agora se aproxima da média com 9 gols e saldo de 2.

Depois de perdermos os líderes de vista nas últimas duas rodadas, com a vitória sobre a Chape voltamos a figurar na primeira parte da tabela há um ponto do Santos (13), último posicionado do G-4 - grupo que dá vaga direta na Libertadores do próximo ano.


Clique e veja a tabela completa com todas as rodadas até o fim do Brasileirão: TABELA DO BRASILEIRÃO 2017 (JOGOS DO BOTAFOGO)


Classificados para as próximas fases da Copa do Brasil e Libertadores e com folga até o fim do mês nestas competições (29/06 - Atlético-MG x Botafogo - Copa do Brasil), o Botafogo segue a maratona de jogos, quartas e domingos, pelo Brasileirão. Na sequência de viagens e jogos, o Alvinegro visitou a Chapecoense no domingo e recebe o Vasco da Gama no Nilton Santos nesta quarta.

Veja:

04/06 CAMPEONATO BRASILEIRO (11:00)
FLA 0×0 BOT
07/06 CAMPEONATO BRASILEIRO (21:00)
SAN 1×0 BOT
11/06 CAMPEONATO BRASILEIRO (11:00)
BOT 2×2 CFC
14/06 CAMPEONATO BRASILEIRO (19:30)
VIT 2×2 BOT

18/06 CAMPEONATO BRASILEIRO (16:00)
CHA 0×2 BOT
21/06 CAMPEONATO BRASILEIRO (21:00)
BOT × VAS

26/06 CAMPEONATO BRASILEIRO (20:00)
BOT × AVA

29/06 COPA DO BRASIL (19:30)
CAM × BOT


Com vantagem no histórico, o Vasco tenta manter o
posicionamento. Por sua vez, o Botafogo quer mais uma vitória
como mandante para ultrapassar o adversário. (Canal Premiere)
Mas, bola pra frente porque hoje é dia de Clássico onde a atenção, empenho e personalidade para se impor no jogo tem que ser dobrada.

É muito importante manter o pique do último jogo e conquistar mais uma vitória em nossos domínios. Se assim for, ultrapassaremos o adversário, nos manteremos próximos dos líderes e, consequentemente, do G-4 que dá vagas nas competições continentais.

Para a importante partida desta quarta, o técnico Jair Ventura voltará a contar com os meias Camilo e Leandrinho e o goleiro Jefferson que deve figurar no banco depois de 13 meses sem ser relacionado para uma partida oficial por conta da lesão rara no braço esquerdo que lhe rendeu duas cirurgias e incontáveis dias de recuperação.

O atacante Guilherme que já havia sido liberado e entrou no fim da partida contra a Chape é mais um reforço para Jair como opção no banco. Já o meia Marcos Vinícius, que vem treinando com o grupo, assinou contrato até 2020 mas ainda não foi apresentado pelo clube, teve o seu nome publicado hoje BID da CBF e deve ser relacionado para o jogo contra o Avaí, segunda-feira, 26.

Mesmo com os reforços vindos do DM, Jair Ventura deve repetir a equipe que iniciou o jogo contra a Chape. Montillo vem entrando no decorrer das partidas, tem mostrado evolução nos fundamentos mas deve permanecer no banco de reservas como opção.


FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO-RJ X VASCO-RJ


Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 21 de junho de 2017 (Quarta-feira)
Horário: 21h (de Brasília)

Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi (RS) e Mauricio Coelho Silva Penna (RS)

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Arnaldo, Joel Carli, Igor Rabello e Víctor Luís; Rodrigo Lindoso, Bruno Silva, Matheus Fernandes e João Paulo; Rodrigo Pimpão e Roger
Técnico: Jair Ventura

VASCO: Martin Silva, Gilberto, Breno, Paulão e Henrique; Jean (Wellington), Douglas, Yago Pikachu, Mateus Vital e Nenê; Luis Fabiano
Técnico: Milton Mendes


Saudações a todos e fiquem à vontade para comentar.


Por @FelipaoBfr/Botafogodeprimeira.com