quarta-feira, 5 de julho de 2017

Botafogo encara o Nacional em Montevidéu pela fase de oitavas da Libertadores




Mais uma decisão! Mais uma final pela frente! Queremos a
 Copa! #VamosGanharFogo (Botafogo de Futebol e Regatas)
Depois de amargar três derrotas seguidas, duas delas pelo Brasileirão, o Botafogo muda o foco para a Libertadores onde enfrenta o Club Nacional de Football do Uruguai, no Estádio Gran Parque Central, pela fase de oitavas da competição pensando em retomar o caminho das vitórias.

Esse será mais um desafio para o Alvinegro carioca como havia sido os confrontos anteriores, nessa edição. Antes de chegar a essa fase, o Glorioso teve que ultrapassar cinco gigantes da América que reúnem em seus currículos dez títulos da principal competição continental.

Foi assim com o Colo-Colo do Chile (1 título) e o Olímpia do Paraguai (3 títulos) na fase de classificação; e o Estudiantes da Argentina (4 títulos) e o Atlético Nacional da Colômbia (2 títulos) na fase de grupos. E hoje, contra o time uruguaio, não será diferente. O Nacional é um time de muita tradição, copeiro e está acostumado a disputar a Libertadores. Já levantou a Copa em três oportunidades: 1971, 1980 e 1988.


Antes mesmo do time chegar, já tinha torcida no hotel! Os
alvinegros recepcionaram o Botafogo e prometeram bastante

 apoio no Uruguai! Juntos somos mais fortes! 
(Botafogo de Futebol e Regatas)
O Bota já está na capital uruguaia, onde chegou na madrugada de quarta-feira sob frio intenso. Os jogadores foram recepcionados na porta do hotel por grande contingente de alvinegros que rumaram em caravanas para Montevidéu para apoiarem o time no confronto. Cerca de 2.000 ingressos foram reservados para a torcida carioca que deve ocupar uma arquibancada exclusiva no estádio.

O grupo desembarcou mostrando cansaço após um dia de trabalho no Rio e quase seis horas de viagem até o destino. Mesmo assim, foi atencioso com os torcedores. Ontem à tarde, véspera da batalha, fez um treino-apronto no Parque Central, palco do jogão de hoje à noite.

Alertávamos, antes do jogo contra o Corinthians, quão desgastado estava o time com a sequência de jogos e viagens nas três frentes de disputa: Liberta, CdoB e Brasileiro. Essa maratona não permite revesamentos regulares na equipe como acontece com alguns adversários, ainda mais com tantas baixas por lesões. O elenco é enxuto e carente de valores individuais, limitando sobremaneira a ação do técnico nesse sentido. Veja nosso post de pré-jogo: Desgastado, Botafogo vai a SP com a missão de bater o líder do Brasileirão...

Mesmo assim, pensando no importante compromisso de hoje à noite, Jair Ventura lançou mão de vários reservas na escalação contra o Corinthians. Estiveram em ação, os zagueiros Marcelo e Igor Rabello, os meias Dudu Cearense e Gílson e Camilo e o atacante Guilherme lá na frente. Apesar de, historicamente, fazer bons jogos contra o time paulista, a tarefa de sair de Itaquera com um bom resultado era difícil, ainda mais com um Mistão. O Corinthians estava invicto, liderava o campeonato com folga e vinha de duas vitórias seguidas antes do confronto e assim permaneceu. Agora são nove vitórias e dois empates em onze jogos pelo Brasileirão.

Na verdade, o Botafogo foi amassado pelo adversário no domingo, ou se deixou amassar por falta de opções no jogo. Jair armou a conhecida retranca dos últimos jogos com a proposta de sair nos contra-ataques. Mas a estratégia foi barrada pelos paulistas que vieram para cima postando sua zaga na linha de meio de campo. Mesmo assim, a muralha alvinegra resistiu até o último quarto do jogo e só foi vencida com um gol solitário de Jô, aos 34 minutos do segundo tempo.


Gatito! Goleiro do Botafogo defendeu mais um pênalti na
carreira. Dessa vez, o de Jô, no jogo contra o Corinthians.
 
(Botafogo de Futebol e Regatas) 
O Corinthians encontrou enormes dificuldades desde o começo do jogo. A resistência dos cariocas foi minando a empolgação dos mandantes que terminaram o primeiro tempo sem acertar o gol. O panorama só mudou no segundo tempo com a mexida feita pelo técnico corintiano.

No intervalo, Carlile tirou o volante Gabriel (aquele de fez juras de amor ao Glorioso num dia e no outro entrou na justiça contra o clube) para a entrada entrada Marquinhos Gabriel. A pressão para cima da zaga botafoguense aumentou significativamente e, depois da entrada do garoto Pedrinho de 17 anos, o time paulista chegou à vitória.

O jovem revelado na base corintiana foi para dentro da marcação, abusou da habilidade e cruzou para Jô que abriu o placar depois de várias tentativas inglórias contra Gatito. O mesmo atacante que cobrara um pênalti (*) no início da segunda etapa que foi espetacularmente defendido pelo arqueiro alvinegro que vive grande fase no Glorioso. Gatito foi o destaque do jogo com inúmeras defesas de efeito, inclusive no gol único da partida quando só foi vencido na terceira tentativa após fazer duas defesas dificílimas em chutes a queima-roupa. Dessa vez, nem Gatito salvou!

(*) Para variar, o juiz aprontou para cima da gente. O lateral Arana tabelou com Clayson e sofreu falta de Marcelo há um metro da linha da área. O árbitro, confuso durante todo o tempo, assinalou pênalti equivocadamente e não quis conversa com os jogadores.


Tabela atualizada após a 11a. rodada do Brasileirão. O Bota
caiu para a 10a. posição com 15 pontos (SporTV)
Com vantagem, o Corinthians ficou mais tranquilo, administrou o jogo e não foi incomodado até o apito final.

Pelo Brasileirão, o Botafogo volta a campo domingo, às 19 horas, para buscar a reabilitação frente ao Atlético-MG no estádio Nilton Santos.

Com mais essa derrota na competição nacional, o Bota caiu da sétima para a 10a. colocação com 15 pontos e está fora da zona de classificação da Libertadores e já bem distante do pelotão da frente.

O aproveitamento do time que era de 50% caiu para 45,5 % com quatro vitórias (três em casa e uma fora), três empates (dois fora e um em casa) e quatro derrotas (três fora e uma em casa). O Bota está há três partidas sem vencer e não marcou um gol sequer nesse período.


Clique e veja a tabela completa com todas as rodadas até o fim do Brasileirão: TABELA DO BRASILEIRÃO 2017 (JOGOS DO BOTAFOGO)


Veja a sequência de jogos que se apresenta para o mês:

02/07 - CAMPEONATO BRASILEIRO (16:00)
COR 0×1 BOT

06/07 - TAÇA LIBERTADORES (21:45)
NAC×BOT

09/07 - CAMPEONATO BRASILEIRO (19:00)
BOT×CAM

12/07 - CAMPEONATO BRASILEIRO (21:00)
FLU×BOT

17/07 - CAMPEONATO BRASILEIRO (20:00)
BOT×SPO

20/07 - CAMPEONATO BRASILEIRO (19:30)
CAP×BOT

23/07 - CAMPEONATO BRASILEIRO (16:00)
ACG×BOT


Para o duelo contra o Nacional pelas oitavas da Libertadores hoje, às 21h45, no Estádio Gran Parque Central, em Montevidéu, o técnico Jair Ventura poderá contar com Matheus Fernandes que, com lesão leve na coxa, ficou afastado dos últimos três compromissos. O técnico não revelou a escalação mas deu a entender que o jovem volta à condição de titular e começa o jogo. Nesse caso, o experiente Camilo, que ainda não voltou à boa forma demonstrada na temporada passada, deve ficar no banco como opção.

Dessa forma, o treinador lançará a força máxima já que não há novas baixas no DM. Foram relacionados os goleiros Gatito e Jefferson; os zagueiros Carli, Emerson Silva, Igor Rabello, Emerson Santos e Marcelo; os laterais Arnaldo, Victor Luís e Gilson; os meio-campistas Lindoso, Bruno Silva, Matheus Fernandes, Dudu Cearense, João Paulo e Camilo e os atacantes Roger, Pimpão e Guilherme.

Pela sinalização da última partida em SP, o zagueiro Emerson Silva, mais experiente que seus concorrentes da posição, deve formar a dupla com Carli. Nesse caso, Igor Rabello volta a ficar como opção no banco de reservas. Já o lateral Arnaldo deve fazer a sua estreia na competição como titular na lateral direita enquanto Victor Luis está confirmado na esquerda. O meio deve formar com Lindoso, Matheus Fernandes, Bruno Silva e João Paulo que reassume a condição de principal articulador das jogadas de ataque onde Pimpão deve fazer dupla com Roger.

Luis Ricardo ainda não foi inscrito na competição e ficou no Rio apurando a forma assim como Leandrinho que está voltando de contusão. Já o meia Marcos Vinícius está à disposição do técnico e pode fazer a sua estreia na competição.


FICHA TÉCNICA
NACIONAL-URU X BOTAFOGO-BRA


Local: Estádio Parque Central, em Montevidéu (Uruguai)
Data: 6 de julho de 2017 (Quinta-feira)
Horário: 21h45(de Brasília)
Árbitro: Julio Bascuñan (Chile)
Assistentes: Christian Schiemann (Chile) e Carlos Astroza (Chile)

NACIONAL: Esteban Conde, Jorge Fucile, Rafael García, Diego Polenta e Alfonso Espino; Diego Arismendi, Felipe Carballo, Álvaro González, Tabaré Viudez e Martín Ligüera; Kevin Ramírez
Técnico: Martín Lasarte

BOTAFOGO:
Gatito Fernández, Arnaldo, Joel Carli, Emerson Silva (Igor Rabello) e Víctor Luís; Rodrigo Lindoso, Bruno Silva, Matheus Fernandes (Camilo) e João Paulo; Rodrigo Pimpão e Roger
Técnico: Jair Ventura


Saudações a todos e fiquem à vontade para comentar.


Por @FelipaoBfr/Botafogodeprimeira.com