sábado, 1 de julho de 2017

Desgastado, Botafogo vai a SP com a missão de bater o Líder do Brasileirão





Foco, força e muita fé.. Vamos lá pra mais uma batalha pelo

 Campeonato Brasileiro #VamosFogo (@rpimpaooficial) 
Depois de uma batalha duríssima na quinta-feira contra o Galo em que foi derrotado por 1 a 0 no Independência pela Copa do Brasil, o Botafogo tenta, mesmo desgastado fisicamente, retomar o caminho das vitórias enfrentando o Corinthians em Itaquera neste domingo pela 11a. rodada do Brasileirão.

Apesar de, historicamente (*), fazer bons jogos contra o adversário, a tarefa não será nada fácil dessa vez já que o time paulista está invicto, lidera o campeonato com folga (tem 26 pontos contra 22 do Grêmio, segundo colocado) e vem de duas vitórias seguidas. Para se ter uma dimensão da campanha do Corinthians, são oito vitórias e dois empates em dez jogos pelo Brasileirão.

(*) Histórico de Botafogo x Corinthians: 106 jogos com 45 vitórias do Botafogo (161 gols), 36 vitórias do Corinthians (153 gols) e 25 empates (@IgorNavarroBFR)


Já o Botafogo, patina na tabela e foi derrotado em casa pelo Avaí que, até estão, segurava a lanterna da competição. Mais de 22 mil torcedores assistiram o vexame do time alvinegro no Nilton Santos.

Mau escalado, desatento e desorganizado em campo, o Bota levou dois gols de Joel - atleta dispensado pelo clube na semana anterior -, e entregou o ouro ao bandido antes mesmo de completar 16 minutos do primeiro tempo. Veja o que escrevemos  no post de pré-jogo sobre as circunstâncias que envolviam a partida: Sem tempo para lamentações, o Botafogo vira a chave e vai a BH encara o Galo pela Copa do Brasil...). Uma vitória simples nos colocaria na terceira posição isolada na tabela.


GATITO! Goleiro do BOTAFOGO faz um milagre no Horto
 e evita segundo gol do Atlético-MG! 

(Botafogo de Futebol e Regatas)
A desatenção no começo da partida que nos custou os três pontos contra os catarinenses (Joel marcou aos 5' e aos 16') se repetiu contra o Atlético-MG pela Copa do Brasil, com Cazares abrindo o placar aos sete minutos de jogo em boa troca de passes entre Fred, Elias e Robinho após uma blitz dos mineiros para cima da nossa zaga.

Depois do gol e do sufoco inicial, o Botafogo equilibrou a partida, teve mais posse de bola e esboçou uma reação. Se mandou para o ataque na base da vontade, trocando de papel com o mandante que, com a vantagem no placar, buscou ampliar o marcador na base dos contra-ataques. Jogando em casa e empurrado pela torcida, o Galo foi mais intenso em boa parte do primeiro tempo enquanto o Glorioso tentava buscar a igualdade sem padrão tático definido. A iniciativa alvinegra esbarrava na inoperância do setor de criação e nas conclusões equivocadas de sua dupla de ataque. Num dos raros momentos de lucidez no jogo, Victor Luiz conseguiu bom cruzamento aos 33'. A bola passou por toda a área adversária, encontrou Bruno Silva em condições de arremate mas o meia pegou muito mal na bola perdendo a melhor chance do Bota no primeiro tempo.

Beneficiado pela expulsão de Fred aos 10' da etapa complementar (beneficiado em termos já que não conseguir traduzir em gols a maior posse de bola conseguida com a vantagem) o Botafogo se lançou de vez ao ataque mais não conseguiu igualar o placar nas poucas chances que criou. A melhor delas ocorreu aos 17', de novo com Bruno Silva. O atacante Roger recebeu na área, tentou dominar a bola mas essa escapou sobrando para o meia. Livre e de frente para o goleiro, Bruno resolveu tentar um último corte sobre o zagueiro quando um chute de primeira no gol era a opção mais indicada. Perdeu o lance bisonhamente com a zaga adversária aliviando o perigo.

Antes do final, aos 38', o Galo teve a melhor chance para ampliar o marcador. Em cruzamento na área após cobrança de falta, a bola sobrou para Rafael Moura que arrematou a queima-roupa e Gatito Fernandez fez uma defesa de cinema - a mais importante do jogo. Esse, pode ter sido o nosso lance de sorte já que um segundo gol dos atleticanos tornaria a tarefa de reverter a situação no jogo de volta muito mais árdua. A grande decisão será no dia 26 de julho no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro.


Tabela atualizada após o início da 11a. rodada do Brasileirão,
neste sábado. O Bota permanece na 7a. 
posição com
15 pontos (SporTV)
Com a derrota inesperada na última rodada do Brasileiro, o Glorioso permaneceu na sétima posição com 15 pontos, fora da zona de classificação da Libertadores e já bem distante do pelotão da frente.

O aproveitamento do time alvinegro é de 50% com quatro vitórias (três em casa e uma fora), três empates (dois fora e um em casa) e três derrotas (duas fora e uma em casa).

O rendimento do nosso ataque que estava na média dos dez primeiros colocados com 12 gols e saldo de 4, caiu de produção e é um dos pontos falhos do time na competição.


Clique e veja a tabela completa com todas as rodadas até o fim do Brasileirão: TABELA DO BRASILEIRÃO 2017 (JOGOS DO BOTAFOGO)


Depois do revés contra o Galo no meio de semana pela CdoB, o Botafogo vira suas atenções novamente para o Brasileirão onde visita o Corinthians em Itaquera. A maratona continua com dois jogos por semana pela Copa, Brasileirão e Libertadores.

Veja a sequência de jogos que se apresenta para o mês:

02/07 - CAMPEONATO BRASILEIRO (16:00)
COR×BOT

06/07 - TAÇA LIBERTADORES (21:45)
NAC×BOT

09/07 - CAMPEONATO BRASILEIRO (16:00)
BOT×CAM

12/07 - CAMPEONATO BRASILEIRO (21:00)
FLU×BOT

17/07 - CAMPEONATO BRASILEIRO (20:00)
BOT×SPO

20/07 - CAMPEONATO BRASILEIRO (19:30)
CAP×BOT

23/07 - CAMPEONATO BRASILEIRO (16:00)
ACG×BOT


Separamos as campanhas de Corinthians e
Botafogo. Quem levará a melhor nesse 
jogaço,
 torcedor? (
Canal Premiere)
Para o duelo contra o líder na Arena marcado para às 16h deste domingo, o técnico Jair Ventura ainda não contará como o volante Matheus Fernandes que sentiu a coxa e ficou fora dos últimos dois compromissos.

O treinador deu a entender que lançará força máxima contra o Corínthians mesmo tendo o jogo de ida contra o Nacional pela Libertadores marcado para a próxima quinta-feira em Montevideo-URU. Mas isso ainda não é certo já que alguns jogadores como Camilo, Pimpão e Roger foram substituídos contra o Galo por desgaste e podem começar no banco.

No caso de se confirmar a força máxima, a dúvida ficaria por conta da composição do miolo de zaga já que, sem explicação plausível, Jair escalou Carli ao lado de Emerson Silva que não jogava a muito tempo em detrimento de Igor Rabello que vinha jogando as últimas partidas com destaque.

O lateral Arnaldo, que não atuou contra o Galo por não estar inscrito na Copa do Brasil, volta à equipe normalmente em lugar de Emerson que jogou improvisado na posição. Se tiver condições, Camilo deve permanecer na posição de armador da equipe com João Paulo jogando mais recuado ao lado de Lindoso e Bruno Silva.

Dessa forma, o time provável seria: Gatito Fernández, Arnaldo, Joel Carli, Igor Rabello (Emerson Silva) e Victor Luís (Gilson); Rodrigo Lindoso, Bruno Silva, João Paulo e Camilo (Marcos Vinícius); Rodrigo Pimpão e Roger (Guilherme).

Luis Ricardo foi relacionado para o jogo contra o Avaí, ficou de fora da delegação que foi à BH e fica de fora desse jogo também assim como o meia Leandrinho. Já o meia-atacante Marcos Vinícius, que não pode defender o clube na Copa do Brasil, viajou com o grupo para SP e pode estrear neste domingo.


FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS X BOTAFOGO


Local: estádio de Itaquera, em São Paulo (SP)
Data: 2 de julho de 2017, domingo
Horário: 16h (de Brasília)

Árbitro: Rodolpho Toski Marques (Fifa-PR)
Assistentes: Bruno Boschilia e Victor Hugo dos Santos (ambos do PR)

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Balbuena, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel, Maycon, Jadson, Rodriguinho (Marquinhos Gabriel) e Clayson; Jô
Técnico: Fábio Carille

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Arnaldo, Joel Carli, Igor Rabello e Víctor Luís; Rodrigo Lindoso, Bruno Silva, João Paulo e Camilo; Rodrigo Pimpão e Roger
Técnico: Jair Ventura

Saudações a todos e fiquem à vontade para comentar.


 Por @FelipaoBfr/Botafogodeprimeira.com