terça-feira, 11 de julho de 2017

Depois da volta triunfal contra o Galo, Jefferson está confirmado para o clássico contra o Flu no Maracanã





É clássico! Todos juntos no Maracanã empurrando o Botafogo
rumo à vitória! (Botafogo de Futebol e Regatas
Contrariando as expectativas da maioria da torcida que esperava a escalação de um time misto no jogo contra o Galo, - muito em razão do desgaste dos jogadores que enfrentam uma maratona de jogos e viagens desgastantes nos últimos 40 dias - Jair mandou a campo os titulares reforçados pelo goleiro Jefferson já que Gatito Fernandez, se recuperando de um corte sofrido em disputa de bola no jogo da Libertadores que lhe rendeu cinco pontos no joelho, foi preservado.

Botafogo e Atlético Mineiro fizeram um jogo movimentado no Niltão. Jogando fora de seus domínios, o Galo se armou bem defensivamente, poupou algumas peças importantes do elenco, e optou por agredir o adversário na base dos contra-ataques. Isso fez com que o Botafogo tivesse maior posse de bola e, como dono da casa, tentasse propor o jogo, coisa que não está acostumado e mostra dificuldades em fazer. O resultado dessa equação foi a alta incidência de passes errados e a falta de objetividade na transição para o ataque o que trouxe uma dificuldade extra para a última linha de defesa alvinegra na tentativa de conter o ímpeto do ataque atleticano.

Vimos na noite de domingo, no Nilton Santos, uma boa amostra de como será duro o embate ente os adversários no jogo de volta pela Copa do Brasil marcada para o dia 26 de julho, quando o Glorioso terá que reverter a vantagem de 1 a 0 conquistada no primeiro jogo pelos atleticanos.


JEEEEEFFERSON!!! Goleiro pega pênalti de Rafael Moura e
 explode a torcida no Estádio Nilton Santos! 

(Botafogo de Futebol e Regatas)
Tantas foram as chances criadas pelo Galo que deram a Jefferson a oportunidade de se transformar no herói da partida quando pairava uma dúvida se já estaria pronto pra tão grande desafio. O goleiro, que voltava ao time depois de mais de um ano parado e duas cirurgias no braço, teve uma atuação impecável com pelo menos cinco defesas espetaculares que impediram uma derrota iminente e amarga diante da torcida. Até um pênalti, cobrado por Rafael Moura aos dois minutos do segundo tempo, Jefferson pegou quando o placar apontava a vantagem de 1 a 0 para os mineiros.

No lance, o atacante fez cruzamento da esquerda e a bola bateu no braço de Emerson Silva. O juiz não exitou em marcar a penalidade máxima apesar do zagueiro ter feito o movimento para evitar o toque. Emerson foi muito vaiado pela torcida já que, além desse lance de azar, teve uma atuação muito insegura nos dois tempos de jogo (fato que já ocorrera contra o Nacional pela Libertadores) e tirou de Jefferson a possibilidade de defesa ao desviar de cabeça o chute forte de Marlone que abriu o placar.


A situação do experiente zagueiro e sua escalação nos últimos jogos em detrimento de Igor Rabello foi tratado no nosso post de pré-jogo. Veja o que escrevemos e tire as suas conclusões: Depois de uma vitória heroica na Liberta, o Botafogo tenta repetir a dose, agora contra o Galo pelo Brasileirão...


Dando sinais de cansaço e errando muitos passes, o Botafogo se mostrava impotente para buscar o resultado mas, a cada defesa de efeito, o nosso Capitão se negava a entregar os pontos. E isso serviu como estímulo extra para o time alvinegro. Jair Ventura voltou do intervalo com Camilo na vaga de Matheus Fernandes (que não esteve bem na partida, diferentemente do jogo pela Libertadores quando foi um dos destaques) mas quase nada mudou no setor de criação.

O Botafogo continuou com dificuldades para armar as jogadas e, na base do entusiasmo, partiu pra cima do Galo no final e foi salvo por um pênalti nos acréscimos. O zagueiro Matheus Mancini derrubou Marcos Vinícius (que havia entrado na vaga de Lindoso) dentro da área e o árbitro assinalou o pênalti quando eram decorridos 48 minutos do 2º tempo. Roger cobrou e Victor fez grande defesa, mas no rebote, o atacante alvinegro decretou o empate para alívio dos botafoguenses.

Depois de vencer o Nacional em Montevidéu na quinta-feira passada, retornar ao Rio na noite de sexta e fazer um treino na manhã de sábado, o Botafogo foi para o confronto contra o Galo no Nilton Santos no domingo, comandados pelo Capitão Jefferson e a sequência desgastante segue nesta quarta contra o Flu.

Depois de amargar três derrotas seguidas, uma pela CdoB contra o próprio Galo e outras duas pelo Brasileirão contra Avaí e Corinthians, o Botafogo se superou e venceu o duelo contra o gigante uruguaio trazendo para o Rio a vantagem do empate no jogo de volta marcado para o dia 10 de agosto no Nilton Santos e no Brasileirão não pode ser diferente. O time arrancou um empate heroico por 1 a 1 nos acréscimos contra o Atlético-MG e precisa da vitória hoje à noite para recuperar terreno na tabela.

A maior preocupação de Jair Ventura no momento é o desgaste físico da equipe em razão da dura sequência de jogos. Veja a do mês de julho:

02/07 - CAMPEONATO BRASILEIRO (16:00)
COR 1×0 BOT

06/07 - TAÇA LIBERTADORES (21:45)
NAC 0×1 BOT

09/07 - CAMPEONATO BRASILEIRO (19:15)
BOT 1×1 CAM

12/07 - CAMPEONATO BRASILEIRO (21:00)
FLU 0×1 BOT

17/07 - CAMPEONATO BRASILEIRO (20:00)
BOT×SPO

20/07 - CAMPEONATO BRASILEIRO (19:30)
CAP×BOT

23/07 - CAMPEONATO BRASILEIRO (16:00)
ACG×BOT

26/07 COPA DO BRASIL (19:30)
BOT×CAM

29/07 CAMPEONATO BRASILEIRO (16:00)
BOT×SAO


Clássico carioca bastante equilibrado! Qual dos times vai ficar
com a vantagem, torcedor? (Canal Premiere)
Sem tempo para treinamentos específicos, a dúvida persiste sobre as intensões do treinador para o clássico contra o Fluminense, às 21h desta quarta-feira, pela 13a. rodada da competição.

A disputa entre as equipes é marcada pelo completo equilíbrio no Brasileirão com 16 vitórias para cada lado, 18 empates. Foram 58 gols para o Bota contra 55 para o Flu. Já no âmbito geral do confronto, computando todas as competições e amistosos, Fluminense e Botafogo se enfrentaram 350 vezes, com vantagem tricolor: 129 vitórias contra 116 alvinegras.

Com o empate na última rodada, o Botafogo ocupa agora 11a. colocação na tabela, com 16 pontos, se afastando perigosamente dos líderes da competição.


Tabela atualizada após a 12a. rodada do Brasileirão. O Bota
caiu para a 11a. posição com 16 pontos (Arte: FoxSports
O aproveitamento do time caiu para 44 % com quatro vitórias (três em casa e uma fora), quatro empates (dois fora e dois em casa) e quatro derrotas (três fora e uma em casa). Somando-se o resultado na Copa do Brasil, o Bota está há quatro partidas sem vencer pelas competições nacionais.


Clique e veja a tabela completa com todas as rodadas até o fim do Brasileirão: TABELA DO BRASILEIRÃO 2017 (JOGOS DO BOTAFOGO)


Para a partida desta quarta, a única certeza é a permanência de Jefferson na meta alvinegra já que Gatito continua se recuperando e não treinou com o grupo essa semana. A expectativa da torcida é que Emerson Silva ceda a vaga a Igor Rabello já que o zagueiro foi muito mal nas duas últimas partidas e a estabilidade da defesa seja retomada. Quanto ao resto da equipe, a dúvida persiste até a hora do jogo como gosta o Jair.

No Fluminense, os atacantes Henrique Dourado, artilheiro da competição, e Marcos Junior estão suspensos. O meia Scarpa não treinou e pode desfalcar o equipe tricolor. Henrique, Léo, Renato, Nogueira e Douglas estão pendurados pelo lado do Flu enquanto Victor Luis, Arnaldo, Igor Rabello e Bruno Silva pelo Bota.




O meia chileno Leonardo Valencia com
a camisa do Botafogo
 
Nota: o meia Leo Valencia concluiu os exames médicos, assinou contrato com o clube e posou com a camisa do Botafogo ao lado do presidente Carlos Eduardo Pereira e do presidente do Conselho Deliberativo Jorge Aurelio Domingues que se reuniram ontem à noite na sede de General Severiano e decidiram encaminhar a de um CT em Várzea Pequena, Zona Oeste do Rio de Janeiro. Bem-vindo ao clube mais glorioso do mundo, Leo! 🔥







Saudações a todos e fiquem à vontade para comentar.


Por @FelipaoBfr/Botafogodeprimeira.com