sexta-feira, 28 de julho de 2017

Depois de passar às semifinais da Copa do Brasil em grande estilo, Botafogo volta ao Brasileiro onde encara o São Paulo no Niltão




Agora é Brasileirão! Bora virar a chave e lutar por esses três 
pontos! #PraCimaFogo (Botafogo de Futebol e Regata)
Depois de dois empates sem graça contra os Atléticos Paranaense e Goiano pelo Brasileirão (o último deles com o time reserva), o Botafogo fez uma exibição de gala na última quarta-feira e bateu o Mineiro pelo placar de 3 a 0 se classificando para as semifinais da Copa do Brasil.

Na próxima fase o Alvinegro enfrenta o Flamengo (que passou pelo Santos) em jogos programados para os dias 16 e 23 de agosto, um no Nilton Santos e outro Luso-Brasileiro. Resta apenas definir a ordem dos confrontos em sorteio programado para a próxima segunda-feira, na CBF.

O Glorioso fez uma partida memorável. Daquelas que o torcedor, independente do que aconteça lá na frente, vai se lembrar com orgulho por muito tempo. Precisando reverter a vantagem dos Atleticanos conseguida com a vitória de 1 a 0 no primeiro jogo em Belo-Horizonte, o Bota partiu pra cima do adversário procurando o primeiro gol que igualaria a disputa. E ele veio aos cinco minutos depois de algumas bolas alçadas na área do time mineiro.


Os quatro semifinalistas da Copa do Brasil foram definidos no 
meio da semana. O Botafogo enfrenta o Flamengo enquanto o 

Grêmio encara o Cruzeiro (Arte: EsporteInterativo
Na cobrança de escanteio, Bruno Silva tentou um puxeta, a bola sobrou para Joel Carli que, de frente para Vitor, deu um leve toque para abrir o placar.

Em desvantagem, o Galo partiu com tudo para tirar a diferença e deixou os espaços que o Bota precisava para desenvolver o seu jogo. Inúmeras foram as chances de contra-ataque desperdiçadas por Pimpão que não estava em um bom dia e destoou do conjunto. Se assim não fosse, já teríamos decidido o jogo bem antes do fim do primeiro tempo dito "impecável" e "o melhor dos últimos tempos" por Jair Ventura nas entrevistas do pós-jogo.

A batida era alucinante até que aos 41 minutos o Botafogo ampliou. Pelo flanco esquerdo, João Paulo recebeu um passe longo de Lindoso, deu um drible desconcertante em Luan e cruzou para a cabeçada certeira de Roger no canto esquerdo de Vitor. Era a vantagem que o Botafogo precisava para passar de fase. Um resultado conseguido muito antes do que previra o mais otimista dos torcedores.

Os 27 mil alvinegros que compareceram ao Nilton Santos foram à loucura com a jogada de João Paulo (um dos melhores em campo) e a conclusão de Roger. O meia estava inspirado e jogou a bola na cabeça do atacante que, na posição clássica de um Camisa 9, marcou com estilo. Logo ele que nessa partida estava jogando como um 9 alternativo, flutuando na intermediária, ajudando na defesa e puxando os contra-ataques. Tantos foram os lances de categoria proporcionados pelo centro-avante nessa faixa do campo que lhe renderam o troféu de destaque da partida escolhido pela Organização.

Sem muita alternativa, o Galo de Micale voltou mais agressivo para o segundo tempo e ameaçava a meta defendida por Jefferson em busca do gol que lhe daria a classificação forçando o jogo pelas pontas. Apesar do ímpeto, os atleticanos encontravam dificuldades para penetrar na defesa da equipe carioca. Na chance mais aguda, Marcos Rocha fez lançamento longo para Cazares, que ganhou na velocidade de Victor Luis e tentou encobrir o goleiro Jefferson. Experiente, o arqueiro saiu da área para desviar de cabeça e salvar o Botafogo, aos 21 minutos.

O Botafogo continuava pressionado quando aos 44 minutos marcou o terceiro gol. Após saída rápida puxada por Leandro, a bola foi passada à Bruno Silva que lançou para Gilson. O meia (lateral) chutou cruzado para marcar o terceiro e confirmar a classificação do Botafogo para delírio de Jair, do banco de reservas e dos torcedores.

Computando-se todas as competições, Bota e Galo já haviam se enfrentado nove vezes no Nilton Santos, com sete vitórias do Glorioso, um empate e uma derrota. Agora, com mais essa vitória, a vantagem alvinegra aumentou confirmando a freguesia dos mineiros no confronto. São oito vitórias, um empate e uma derrota em 10 jogos.


Registrávamos no post de pré-jogo (Botafogo recebe o Galo no Nilton Santos por uma vaga nas semifinais na Copa do Brasil...): "Hoje, diante da torcida alvinegra, precisamos escrever mais uma página glorioso no confronto"... E escrevemos com louvor!


Se na Copa do Brasil as coisas estão resolvidas temporariamente (faltam apenas dois jogos para chegarmos à final da competição, o que não acontece desde 1999 quando deixamos o título escapar pelas mãos entregando o título ao Juventude-RS), neste sábado já temos compromisso pelo Brasileirão. Receberemos o São Paulo, às 16 horas, no Nilton Santos, na abertura da 17a. rodada da competição. O adversário frequenta o zona da degola há algum tempo, mas vem fortalecido pela estreia do meia Hernanes, a mais nova aquisição do tricolor paulista.


Tabela atualizada após a 16a. rodada do Brasileirão. Com mais
um empate, o Botafogo somou 24 pontos e ocupa agora
 a sétima posição. (SporTV)
No Brasileirão, o Botafogo soma 24 pontos e ocupa a 7a. posição com 50% de aproveitamento. Uma campanha bem razoável para quem está em três frentes de batalha. São seis vitórias (quatro em casa e duas fora), seis empates (dois em casa e quatro fora) e quatro derrotas (uma em casa e três fora) até aqui.

Se perdeu a chance de chegar ao G-4 no último jogo contra o lanterna, agora será mais complicado mesmo com o adversário frequentando o Z-4. O São Paulo ocupa a 18a. posição com 16 pontos. Vem de duas derrotas, dois empates e apenas uma vitória nos últimos cinco jogos.

Com o time inteiro e com o padrão de jogo estabelecido ao longo da temporada, o Bota tem plenas condições de buscar uma vaga no G-6 e repetir o feito do ano passado quando conseguiu chegar à Liberta no último jogo do campeonato.


Veja a maratona cumprida pelo clube nesse mês de julho com desafios pela Liberta, Brasileiro e Copa do Brasil e que agora se encerra com um clássico entre Rio e São Paulo:

02/07 - CAMPEONATO BRASILEIRO (16:00)
COR 1×0 BOT
06/07 - TAÇA LIBERTADORES (21:45)
NAC 0×1 BOT
09/07 - CAMPEONATO BRASILEIRO (19:15)
BOT 1×1 CAM
12/07 - CAMPEONATO BRASILEIRO (21:00)
FLU 0×1 BOT
17/07 - CAMPEONATO BRASILEIRO (20:00)
BOT 2×1 SPO
20/07 - CAMPEONATO BRASILEIRO (19:30)
CAP 0×0 BOT
23/07 - CAMPEONATO BRASILEIRO (19:00)
ACG 1×1 BOT
26/07 - COPA DO BRASIL (19:30)
BOT 3×0 CAM
29/07 - CAMPEONATO BRASILEIRO (16:00)
BOT  ×  SAO


Clique e veja a tabela completa com todas as rodadas até o fim do Brasileirão: TABELA DO BRASILEIRÃO 2017 (JOGOS DO BOTAFOGO)


Com vantagem nos confrontos, o São Paulo vai ao Rio de
 Janeiro encarar o Botafogo no Niltão (Canal Premiere)
Conforme as estatísticas do confronto, Botafogo e São Paulo já se enfrentaram 61 vezes pelo Brasileirão. Foram 26 vitórias para os paulistas contra 22 dos cariocas, e 13 empates. O São Paulo marcou 97 tentos enquanto o Botafogo marcou 73.

Sem tempo para treinamentos específicos e com o jogo desgastante do meio de semana, é possível que Jair Ventura poupe um ou outro titular mais desgastado e dê chance aos jogadores que não puderam atuar pela Copa do Brasil. É o caso do meia Marcos Vinícius e do atacante Brenner que foi apresentado essa semana, treinou com o grupo e já está regularizado.

Já o meia chileno Leo Valencia, teve a sua situação de trabalho resolvida no final da tarde de ontem com a emissão de visto, mas sem tempo hábil para o registro na CBF que lhe daria condições de jogo.

Por outro lado, o goleiro Gatito Fernandez treinou nesta sexta-feira com o grupo e volta ao time enquanto Jefferson descansa, já que apresentou um edema leve na coxa direita e foi vetado pelo DM. Bruno Silva e Gilson cumprem suspensão enquanto Emerson Santos será poupado. O zagueiro, que vinha atuando improvisado na lateral, sentiu o desgaste do jogo contra o Galo e deve ser substituído por Luis Ricardo.

Dessa forma, o Botafogo deve iniciar o jogo com: Gatito Fernandez, Luis Ricardo, Joel Carli, Igor Rabello, Victor Luís; Rodrigo Lindoso, Matheus Fernandes, João Paulo e Marcos Vinícius; Rodrigo Pimpão e Roger.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO X SÃO PAULO
Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 29 de julho de 2017, sábado
Horário: 16 horas (de Brasília)

Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Assistentes: Bruno Raphael Pires e Leone Carvalho Rocha (ambos de GO)

BOTAFOGO:
Gatito Fernandez, Luis Ricardo, Joel Carli, Igor Rabello e Victor Luís; Rodrigo Lindoso, Matheus Fernandes, João Paulo e Marcos Vinícius; Rodrigo Pimpão e Roger
Técnico: Jair Ventura

SÃO PAULO:
Renan Ribeiro; Bruno, Arboleda, Rodrigo Caio e Edimar; Jucilei e Petros; Marcinho, Hernanes e Cueva; Lucas Pratto
Técnico: Dorival Júnior


Saudações a todos e fiquem à vontade para comentar